Salada Verde

Após dizer que INPE estava divulgando dados negativos, Mourão se reúne com diretor do Instituto

Segundo a agenda da vice-presidência, a reunião aconteceu hoje no anexo II do Palácio do Planalto. Dados sobre queimadas são públicos e disponibilizados automaticamente

Erick Mota ·
16 de setembro de 2020 · 2 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Na tarde desta quarta-feira (16), o vice-presidente Hamilton Mourão se reuniu com o chefe do setor que ele acusa abrigar “infiltrados”, o INPE. O teor da conversa não foi revelado, nem pela assessoria do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais e nem pela equipe de Hamilton Mourão, ambas procuradas pelo Salada. 

Ao que tudo indica, porém, Darcton Policarpo Damião tende a ter informado o homem que chefia o Conselho da Amazônia, que não existe um inimigo infiltrado e sim um robô que busca dados de satélites. A esse robô, Mourão ainda não tinha sido apresentado. 

O encontro aconteceu um dia após Mourão declarar, sem citar nomes e muito menos provas, que “alguém lá de dentro que faz oposição ao governo”, estava divulgando dados negativos sobre as queimadas que estão acontecendo na Amazônia.

*Agência Regra dos Terços, especial para ((o))eco

Leia Também 

Mourão inventa que há um opositor do governo no INPE que “divulga dados ruins”

Leia também

Salada Verde
15 de setembro de 2020

Mourão inventa que há um opositor do governo no INPE que “divulga dados ruins”

Vice-presidente repete Bolsonaro e afirma que há um “opositor do governo” divulgando dados ruins sobre queimadas. Números são públicos e disponibilizados automaticamente

Notícias
1 de julho de 2022

Em vitória histórica, STF reconhece proteção do clima como dever constitucional

Com placar de 10 a 1, Supremo reconhece omissão deliberada do governo federal na gestão do Fundo do Clima e determina o restabelecimento do mecanismo

Reportagens
1 de julho de 2022

Conferência dos Oceanos traz saldo de acordos, investimentos e novas promessas

Evento organizado pelas Nações Unidas reuniu líderes globais ao longo de cinco dias e contabilizou um total de 10 bilhões de euros acordados para investimentos na economia azul

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta