Salada Verde

Caso Naja: PMs são afastados, suspeitos de atrapalhar as investigações sobre tráfico

Imagens de câmeras de segurança revelaram que os policiais chegaram 1 minuto após a Naja ser abandonada e reforça suspeita de que agiram para proteger os envolvidos no crime

Duda Menegassi ·
5 de agosto de 2020 · 1 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

A lista das pessoas afetadas colateralmente pelo “Caso Naja” só cresce. Nesta quarta-feira (5), a Polícia Militar do Distrito Federal comunicou o afastamento de dois membros do Batalhão Ambiental do DF, o comandante Joaquim Elias Costa Paulino, e do capitão Cristiano Dosualdo Rocha. Ambos foram transferidos para área administrativa por serem acusados de atrapalhar as investigações sobre tráfico de animais.

A história da Naja teve início no começo de julho, quando Pedro Krambeck – hoje suspeito de tráfico de animais silvestres – foi mordido pela cobra e hospitalizado. Na noite seguinte, a Naja foi capturada ao lado de um shopping em Brasília. De acordo com a Polícia Civil, as imagens do circuito interno do centro comercial mostram que a Polícia Militar Ambiental chegou 1 minuto depois da serpente ser deixada no local. Os investigadores agora apuram se os policiais agiram para proteger os alvos da investigação, uma vez que o padrasto de Pedro, Eduardo Condi, é tenente-coronal da PM.

Segundo reportagem do G1, a medida foi solicitada pelo Departamento de Controle e Correição da PMDF. “Tem oficiais parentes dos envolvidos diretamente com as cobras. Será que vão ter coragem de exonerá-los também?”, questionou o comandante afastado, Joaquim Elias. (Duda Menegassi)

 

Leia também

Naja que mordeu estudante no Distrito Federal é capturada

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação, montanhismo e divulgação científica. Escreve para ((o))eco des...

Leia também

Notícias
9 de julho de 2020

Naja que mordeu estudante no Distrito Federal é capturada

A cobra, exótica e venenosa, pode ter sido oriunda do tráfico ilegal de animais silvestres e estava em posse de estudante que foi mordido e está hospitalizado

Notícias
26 de novembro de 2021

Informação obtida via LAI revela que MCTI recebeu dados do desmatamento em 1º de novembro

Ministro Marcos Pontes disse que dados não foram publicados antes da Conferência do Clima porque ele estava de férias. Agenda oficial registra férias entre 8 e 19 de novembro

Notícias
26 de novembro de 2021

Jornalismo digital brasileiro se une em campanha de financiamento

Ação reúne 26 organizações com objetivo de arrecadar doações para fortalecimento do jornalismo digital de qualidade

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta