Salada Verde

Coronel é exonerado de superintendência do Ibama e critica gestão de Salles

O coronel do Exército Luiz Marchetti foi exonerado nesta terça do posto de superintendente do Ibama em Mato Grosso do Sul e acusou Salles de querer por PM de São Paulo em seu lugar

Duda Menegassi ·
23 de fevereiro de 2021 · 3 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Nesta terça-feira (23), o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, publicou a exoneração do superintendente do Ibama no Mato Grosso do Sul, o coronel do Exército Luiz Carlos Marchetti. O coronel estava no cargo desde julho de 2019 e o anúncio de sua saída enfureceu Marchetti. Em entrevista dada ao Campo Grande News, não poupou críticas à gestão de Salles e disparou “O que está acontecendo é uma coisa sórdida”. De acordo com Marchetti, um Policial Militar de São Paulo pediu a vaga na superintendência e o ministro acatou.

“Ele já fez o mesmo em outros Estados [colocar PMs de São Paulo]. É uma pena porque vai mandar para o meio ambiente uma pessoa que nunca pisou aqui. Eu estou no Estado há 30 anos”, desabafou numa crítica minimamente irônica se pararmos para pensar que vem de um coronel que ocupava um cargo de chefia na área ambiental.

A nomeação do substituto de Marchetti ainda não foi publicada no Diário Oficial.

 

Leia também

Pressionado, superintendente do Ibama-RJ assina contratação de tratadores de animais

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação, montanhismo e divulgação científica.

Leia também

Reportagens
23 de fevereiro de 2021

Pressionado, superintendente do Ibama-RJ assina contratação de tratadores de animais

Após a denúncia de morte em massa de animais no Cetas do Rio de Janeiro devido a falta de tratadores por um mês, o superintendente assinou o processo de contratação – que já estava pronto – mas prepara retaliações à equipe

Reportagens
21 de fevereiro de 2024

Sem a Fundação Zoobotânica, RS completa 10 anos sem divulgar lista de espécies ameaçadas

Sob críticas de ambientalistas e sem interessados, governo do estado insiste na concessão privada das instituições que eram coordenadas pela FZB

Notícias
21 de fevereiro de 2024

MS: lei do Pantanal entra em cena com seca histórica do Rio Paraguai

Normativa restringe atividades produtivas e protege formações naturais buscando associar desenvolvimento e conservação

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Comentários 5

  1. France diz:

    Mais uma barbarie desse cinico destruidor do meio ambiente que é o antiministro Sallessujo, e o pior é quem nao enxerga e apoia (PASMEM!!) esse tipo de gente que está destruindo o país. Lamentavel.


  2. Eloi diz:

    As vezes um de outro estado fará melhor, pois não vira com rabo preso com certas pessoas e não fará vista grossa para certos casos. Não tem essa que tem que morar na região para ocupar o cargo. parabéns Sales pela troca.


  3. Jorge diz:

    Faz parte do governo bolsonaro: Não se alinhou com com as idéias sórdidas, tá fora. Imagine o tanto de destruição de matas virgens que foram causadas intencionalmente para beneficiar os poderosos apoiadores do governo.


  4. Geovanne diz:

    Nenhum cargo é pra vida toda!!! Se Salles mudou foi prq não deveria estar alinhado com a forma que ele queria!! O mal do povo é achar que é cargo vitalício


  5. willyan costa diz:

    Concordo com o ministro do meio ambiente no brasil fauta trabalhador honestos no IBAMA especificamente em candeias do jamari pos ele aprova projeto de manejos florestal onde não deveria ter cortes de madeira . A justiça deveria envertiga a MADE FLONA e outros madereico como o senhor MACHADO ele ameaça pessoas dono de terra pra tira madeira de forma ilegal pos eles tem ligação com o criminoso CHAULES com manegos florestais fauso nas linha 36 . Lh34 . Lh 28. Lha 24 . Eles usam títulos de terras fausso tendo em mao 20 títulos em cada linhas esta vila vale verde do miriti .em RONDONIA esta abandonada por parte da justiça