Salada Verde

Ministério Público instaura processo para investigar vazamento de óleo no Rio Teles Pires

Órgão Federal realizou procedimento após vazamento que ocasionou o desabastecimento de água em várias aldeias indígenas

Sabrina Rodrigues ·
23 de novembro de 2016 · 6 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Ministério Público investiga vazamento de óleo no Rio Teles Pires. Foto: Christopher Borges/Flickr.
Ministério Público investiga vazamento de óleo no Rio Teles Pires. Foto: Christopher Borges/Flickr.

Na sexta-feira (18), o Ministério Público Federal em Mato Grosso instaurou processo para investigar o vazamento de óleo que atingiu o Rio Teles Pires, na divisa com o Estado do Pará. O vazamento foi detectado pelos índios caiabi e ocasionou o desabastecimento de água em diversas aldeias indígenas localizadas à margem do rio, prejudicando a pesca. O procurador da República Marco Antônio Ghannage Barbosa solicitou para a Coordenação de Emergências do Ibama informações sobre o caso, em caráter de urgência. O MPF solicitou ainda a abertura de inquérito policial à Superintendência de Polícia Federal de Mato Grosso para investigar a prática de crime ambiental. Segundo o Ibama, no dia 10 de novembro, a Empresa de Energia São Manoel realizou a remoção de um ensecadeira _ estrutura de pedra e terra _ para o desvio do rio, a fim de que possibilitar a construção da usina, ação que foi licenciada pelo órgão federal. O Ministério Público Federal afirmou que “Apesar de não haver ainda uma ligação direta entre a atividade e o vazamento de óleo, o acidente foi ocasionado na mesma data e no mesmo local do rio”.

Fonte original: Estadão

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Reportagens
28 de setembro de 2022

Sem peixes e caranguejos, fome assola comunidades pesqueiras da Baía de Guanabara 

Defensores públicos cobram ações emergenciais e políticas de inclusão social para pescadores, após vistoria em rios e manguezais degradados de Duque de Caxias

Salada Verde
28 de setembro de 2022

Cachoeira azul: Secretaria de Meio Ambiente não encontra alterações na água

Responsável foi identificado e deve ser autuado. Laudo técnico ainda irá definir aplicação de multas e penalidades. Investigação também corre em sigilo no Ministério Público

Reportagens
28 de setembro de 2022

Mudanças ambientais e econômicas pressionam onças-pintadas no Pantanal

Controlar o uso do fogo, consolidar e ampliar áreas protegidas e corredores ecológicos em terras públicas e privadas ajudarão a perpetuar a espécie

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta