Salada Verde

Molusco ameaça acesso a água potável no Nordeste

O crescente número de mexilhões-dourados nas usinas de Sobradinho e Luiz Gonzaga está entupindo as tubulações e acarretando paradas obrigatórias para limpeza

Sabrina Rodrigues ·
5 de dezembro de 2016 · 7 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Mexilhões-dourados. Foto: Wikimedia Commons
Mexilhões-dourados. Foto: Wikimedia Commons

O mexilhão-dourado (Limnoperma fortunei), molusco nativo do sul da Ásia, está causando grande preocupação no Nordeste. É que este molusco, do tamanho de 5 cm, é capaz de se fixar em quase qualquer substrato, entupindo tubulações e invadindo máquinas de usinas hidrelétricas. Há um ano e meio, esses organismos têm se espalhado pelo rio São Francisco, onde estão as usinas de Sobradinho (BA) e Luiz Gonzaga (PE). Estudiosos apontam que na área de Sobradinho, o número de mexilhão-dourado esteja em 40% do máximo de 200 mil indivíduos por metro quadrado, mais do que isso, ele para de se reproduzir por falta de alimento. No ano passado, um alerta foi emitido por pesquisadores informando a gravidade da presença desses organismos nestes locais, dificultando a captação de água. As prefeituras informaram que o molusco ainda não afetou a rede, mas que nos últimos cinco meses foram reforçadas as vistorias para detecção do animal. Entre o final de 2015 e início deste ano, o mexilhão invadiu os adutores de turbinas das seis unidades geradoras de energia, em Sobradinho, acarretando paradas obrigatórias de dois dias a cada três meses para limpeza.

Fonte original: Folha de S. Paulo

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Salada Verde
24 de maio de 2024

Comissão da Câmara aprova projeto que aumenta pena para crime ambiental na Amazônia

Proposta também inclui penalização de servidores e agentes públicos que se omitirem diante de tais crimes. Ascema vai avaliar conteúdo do texto

Notícias
24 de maio de 2024

Desastres ambientais afetaram 418 milhões de brasileiros em 94% das cidades, diz estudo

Levantamento feito pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) mostra que cada brasileiro enfrentou, em média, mais de duas situações de desastre entre 2013 e 2023

Salada Verde
24 de maio de 2024

A despedida da flor-de-maio 

A bela floração dessa espécie endêmica da Mata Atlântica dura de 15 a 20 dias e ocorre somente uma vez por ano

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.