Salada Verde

Podcast discute a legalização da caça de animais silvestres

Último episódio da série conta a participação do biólogo Hugo Fernandes, autor da tese de doutorado que mapeou 525 espécies caçadas para alimentação

Marcos Furtado ·
10 de dezembro de 2020 · 3 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

O controle de predadores e os projetos de lei que podem favorecer a legalização da caça de animais silvestre no Brasil são assuntos discutidos no último episódio da temporada 2020 do podcast Mega Animal. Com a apresentação da jornalista Paulina Chamorro, o programa conta com a participação do biólogo e divulgador científico, Hugo Fernandes, e do presidente da Mater Natura – Instituto de Estudos Ambientais, Paulo Pizzi.

De acordo com a tese de doutorado de Fernandes, “A Caça no Brasil: Panorama Histórico e Atual”, o Brasil pode ter 525 espécies caçadas só para fins alimentares. Ele destacou a caça recreativa como um agravante deste dado. “A caça puramente esportiva, desassociada da subsistência, ocorre em todos os estados, em todas as regiões do Brasil. Ela está presente no vaqueiro, no pantaneiro, no caiçara e também nas populações urbanas. É uma realidade altamente impactante, estamos falando de dezenas de milhões de toneladas de biomassa animal retiradas por ano do Brasil advindas da caça”, afirma.

A possibilidade de revogação de parte do conteúdo do Código de Proteção à Fauna de 1967 por meio do PL da Caça também foi discutida no podcast. Pizzi ressaltou os impactos negativos do afrouxamento dessa prática no bem-estar dos animais.

O programa é uma iniciativa da Proteção Animal Mundial, organização não-governamental que atua em prol do bem-estar dos animais, e produzido. pelo estúdio Compasso Coolab. Ao todo, a série é composta por seis episódios que debatem diferentes formas da mercantilização em escala industrial da vida silvestre, seja para alimentação, medicina tradicional, entretenimento ou acessórios de moda. Confira os episódios na íntegra. (Marcos Rodrigues)

 

Leia Também 

MPF denuncia grupo que matou mais de mil onças-pintadas no Acre

 

  • Marcos Furtado

    Escreveu para ((o))eco, Estadão, Folha de SP, Colabora. Ganhou o Prêmio Santander Jovem Jornalista e teve o 3º lugar em concurso do ICFJ

Leia também

Salada Verde
1 de julho de 2019

MPF denuncia grupo que matou mais de mil onças-pintadas no Acre

Justiça Federal já aceitou a denúncia contra caçadores ilegais que atuavam no interior do estado. Grupo responderá por caça e uso de armas de fogo sem permissão

Salada Verde
23 de fevereiro de 2024

Justiça Federal impõe mais de R$ 316 milhões em indenizações por desmatamento ilegal

Infrações ambientais foram identificadas pelo MPF por meio do Amazônia Protege, projeto que utiliza monitoramento por satélite para responsabilizar os atores dos desmatamentos ilegais

Notícias
23 de fevereiro de 2024

MPF no Acre arquiva denúncia da CPI das ONGs contra servidores do ICMBio

Servidores do órgão foram acusados de abusos contra moradores da Reserva Extrativista Chico Mendes, no Acre; para procurador, acusações são “genéricas e sem fato concreto”

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.