Vídeos

Proteção climática em Papua Nova Guiné

Projeto de proteção florestal ajuda a conscientizar a população de Papua Nova Guiné sobre a sustentabilidade das florestas.

Joachim Eggers ·
27 de abril de 2012 · 9 anos atrás

 

Mais de 70% de Papua Nova Guiné são cobertos por mata tropical. Por enquanto, pois sob o solo do terceiro maior Estado insular do mundo se escondem matérias-primas. Seu maior problema é o rápido crescimento da população, que pressiona o desmatamento para dar lugar à produção agrícola.

Ainda em tempo, um projeto de proteção florestal ajuda a conscientizar a população sobre a sustentabilidade das florestas. Ao protegerem uma área de 76 mil hectares, ganham em troca escolas e assistência médica.

Objetivo do projeto: Proteger 76 mil hectares de floresta tropical

Amplitude do projeto: 10 mil pessoas aprendem a explorar a floresta de forma sustentável

Volume de investimentos: 4,8 milhões de euros

Redução de emissões de CO2: A área total do projeto vai armazenar cerca de 15 milhões de toneladas de dióxido de carbono.

Um filme de Joachim Eggers

Esse conteúdo é publicado em uma parceria de ((o))eco com a Deutsche Welle, emissora pública alemã
 


Leia também

Notícias
20 de outubro de 2021

Desmatamento na Amazônia já chega a quase 9 mil km² em 2021, mostra Imazon

Somente em setembro foram destruídos 1.224 km² de floresta, área equivalente a mais de 4 mil campos de futebol por dia. Números sãos os maiores em 10 anos

Salada Verde
20 de outubro de 2021

Em comemoração de seus 10 anos, Onçafari lança concurso de fotografia

Fotógrafos profissionais e amadores podem se inscrever até o dia 14 de novembro. Vencedores terão a oportunidade de fotografar a fauna e flora existentes na sede da Onçafari, no Pantanal

Notícias
20 de outubro de 2021

INPE não tem recursos garantidos para pagamento de água e luz até final do ano

Destinação de R$ 5 milhões pela AEB deu um respiro ao Instituto, mas órgão ainda aguarda verba de outras fontes para honrar despesas de funcionamento até dezembro

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta