Vídeos

IUCN inicia atividades no Brasil e cria Painel Bio

Eduardo Pegurier, editor do site ((o))eco, em entrevista exclusiva com Luiz Fernando Merico, representante da IUCN.

Redação ((o))eco ·
25 de setembro de 2012 · 12 anos atrás

O editor do site ((o))eco, Eduardo Pegurier, conversa com o coordenador nacional da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês), Luiz Fernando Merico, durante VII Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação (CBUC), em Natal.

Há pouco menos de dois anos com representação no Brasil, a organização internacional conhecida por divulgar listas vermelhas de espécies ameaçadas no mundo pretende enfocar suas ações para preservação da natureza no país.

“Uma das grandes contribuições da IUCN tem sido a criação de parâmetros e uma delas é a lista vermelha de espécies ameaçadas que procura hierarquizar o grau de ameaças de extinção e conduz para retirar estes animais da lista de extinção”, afirmou o representante da IUCN.

No Brasil, a organização está desenvolvendo uma série de iniciativas como o Painel Bio.

“Trabalhamos com a articulação com atores para a construção de um painel brasileiro de biodiversidade e uma série de ações que possam ajudar o Brasil em direção a uma gestão melhor do meio ambiente”, defendeu Merica.

Nesta semana, ((o))eco acompanha o VII CBUC para discutir os rumos e desafios da conservação e o papel que desempenham no desenvolvimento econômico e social.

Leia também

Salada Verde
24 de maio de 2024

Comissão da Câmara aprova projeto que aumenta pena para crime ambiental na Amazônia

Proposta também inclui penalização de servidores e agentes públicos que se omitirem diante de tais crimes. Ascema vai avaliar conteúdo do texto

Notícias
24 de maio de 2024

Desastres ambientais afetaram 418 milhões de brasileiros em 94% das cidades, diz estudo

Levantamento feito pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) mostra que cada brasileiro enfrentou, em média, mais de duas situações de desastre entre 2013 e 2023

Salada Verde
24 de maio de 2024

A despedida da flor-de-maio 

A bela floração dessa espécie endêmica da Mata Atlântica dura de 15 a 20 dias e ocorre somente uma vez por ano

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.