Vídeos

BNDES poderia ter mudado o curso do desmatamento na Amazônia, mas lavou as mãos

Banco público de desenvolvimento é o maior financiador da indústria da carne brasileira, mas injetou R$ 11 bilhões em operações altamente expostas ao desmatamento sem exigir rastreabilidade completa da cadeia, prevista em norma de 2009. E diz que está tudo bem.

Marcio Isensee e Sá ·
18 de novembro de 2020 · 2 anos atrás
  • Marcio Isensee e Sá

    Marcio Isensee e Sá é fotógrafo e videomaker. Seu trabalho foca principalmente na cobertura de questões ambientais no Brasil.

Leia também

Reportagens
18 de novembro de 2020

BNDES poderia ter mudado o curso do desmatamento na Amazônia, mas lavou as mãos

Banco público de desenvolvimento injetou R$ 11 bilhões em frigoríficos sem exigir rastreabilidade completa da cadeia, prevista em norma de 2009. E diz que está tudo bem

Reportagens
4 de outubro de 2022

Cláudia Gaigher: “vi o Pantanal sendo cada dia mais modificado”

De carvoaria à extração ilegal de madeira, jornalista ambiental fala a ((o))eco sobre lançamento de coletânea com bastidores de reportagens produzidas nas últimas décadas no bioma

Notícias
3 de outubro de 2022

Conheça as propostas para o meio ambiente do governador reeleito no Rio

Claudio Castro (PL) abordou timidamente o meio ambiente em seu plano de governo e afirma ter despoluído a Baía de Guanabara

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta