Vídeos

Vídeo: Por que é importante conservar o macaco-de-cheiro-de-cabeça-preta? Fernanda Paim

A bióloga e pesquisadora do Instituto Mamirauá explica a importância de preservar o Saimiri vanzolinii, espécie que ocupa a menor área entre todos os primatas neotropicais conhecidos

Daniele Bragança · Márcio Lázaro ·
29 de abril de 2018 · 4 anos atrás

O macaco-de-cheiro-de-cabeça-preta (Saimiri vanzolinii), batizado em homenagem ao biólogo e músico Paulo Vanzolini, está ameaçado de extinção porque ocupa uma área bem pequena para os padrões dos primatas: apenas 87 mil hectares de várzea na parte sul e em ilhas no entorno da Reserva de Desenvolvimento Sustentável de Mamirauá, no Amazonas.

E não é a caça nem a mudança no uso do solo que condena a espécie, mas as mudanças climáticas que podem afetar o pequeno ambiente onde vive. É o que explica a pesquisadora Fernanda Paim, do Instituto Mamirauá, especialista na espécie macaco-de-cheiro-de-cabeça-preta, no décimo quinto vídeo da série “Pense Verde”.

Doutora em Ecologia pela UFMG, Fernanda Paim é pesquisadora celetista do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (IDSM) desde 2010, tendo desde então trabalhado com ecologia e conservação de primatas em florestas alagadas da Amazônia Central.

Leia Também

Vídeo: O que são Florestas Vazias e por que isto é um problema ambiental? por Fernando Fernandez

Macacos de Mamirauá: primeira razão de ser da reserva

Barreiras ambientais separam micos-de-cheiro em Mamirauá

  • Daniele Bragança

    Repórter e editora do site ((o))eco, especializada na cobertura de legislação e política ambiental.

  • Márcio Lázaro

    Jornalista, repórter cinematográfico, editor de vídeo e imagens, mestre em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (UFRJ).

Leia também

Notícias
19 de março de 2018

Barreiras ambientais separam micos-de-cheiro em Mamirauá

Estudo aponta que diferenças na vegetação definem região ocupada por um macaco-de-cheiro endêmico da região, batizado em homenagem a Paulo Vanzolini

Reportagens
14 de maio de 2015

Macacos de Mamirauá: primeira razão de ser da reserva

Estudos de José Marcio Ayres sobre o uacari-branco levaram a criação da reserva. Mais tarde, descobriu-se o macaco-de-cheiro-de-cabeça-preta.

Vídeos
1 de abril de 2018

Vídeo: O que são Florestas Vazias e por que isto é um problema ambiental? por Fernando Fernandez

O biólogo e professor do Instituto de Biologia da UFRJ, Fernando Fernandez, explica por que a ausência de animais indica que uma floresta está doente

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 3

  1. Gisele diz:

    O melhor do ECO são os comentários kkk


  2. Andressa diz:

    Tbm quero saber como comprar online?


  3. ex-macaqueiro diz:

    Não tem mais a loja do Mamirauá no aeroporto de Manaus. Como faço para comprar os produtos do IDSM on-line?