Análises

A Península de Robberg

Enquanto Uruguai e Alemanha faziam a partida pelo terceiro lugar, não muito longe dali, em Plettenberg Bay, a Reserva Natural de Robberg estava vazia e brincava de ser paraíso.

Pedro da Cunha e Menezes ·
13 de julho de 2010 · 11 anos atrás

Enquanto Uruguai e Alemanha faziam uma partida sem sentido por um terceiro lugar que não vale nada. Não muito longe dali, em Plettenberg Bay um antigo porto baleeiro do litoreal sul-africano, a Reserva Natural (equivalente aos Parques Estaduais brasileiros) de Robberg estava vazia e brincava de ser paraíso.

A Reserva cobre uma península rochosa e escarpada de meros 174 hectares. Ela protege, entretanto, muito mais que a terra em que está inserida, pois inclui uma reserva marinha que estende por 1,8 milha náutica ao longo de todo o perímetro de Robberg. É aí que está a riqueza de sua fauna. Milhares de leões marinhos se acasalam em seus rochedos, tubarões brancos patrulham as águas na espreita de um filhote desprevenido, gaivotas abundam. Ademais, desde 1980, quando a pesca à baleia foi banida das águas sul-africanas, nos meses de julho a novembro é possível ver os cetáceos singrando as águas de Robberg. Quando percorri a trilha da Reserva, avistei três deles.

Tudo isso pode ser apreciado em uma caminhada de pouco menos de 4 horas por uma trilha espetacular de 11,3 km que circunda Robberg. Mas cuidado. Em dias de mar bravio ondas gigantes já pegaram desprevenido mais de um aventureiro causando várias fatalidades ao longo dos anos. A alguns invernos atrás um vagalhão destruiu o abrigo de excursionistas do Parque. Felizmente estava vazio. Agora contruíram outro em um ponto mais alto (e mais bonito). Quanto mais conheço a África do Sul, mais gosto dela!

LEIA TODO O ESPECIAL PALMILHANDO NO PAÍS DA COPA

Leia também

Salada Verde
3 de dezembro de 2021

Paraná pretende reativar trecho brasileiro de trilha histórica que liga o Atlântico ao Pacífico

Chamada de Caminhos do Peabiru, trilha tem 1.550 no trecho paranaense, que vai de Paranaguá a Guaíra. Caminho era usado por incas e guaranis, antes da colonização

Notícias
3 de dezembro de 2021

Amapá vende terras públicas invadidas a R$ 46 o hectare

Estado possui mais de 2,5 milhões de hectares de áreas ainda não destinadas. Cerca de 50% deste total é classificado como de importância biológica extremamente alta

Reportagens
3 de dezembro de 2021

Novo Código de Mineração propõe aprovação automática de milhares de processos parados na ANM

Proposta pode afetar mais de 90 mil requerimentos que aguardam aprovações técnicas e ambientais; medida ainda interfere na criação de unidades de conservação e dificulta demarcação de terras indígenas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta