Lua quase cheia

A foto foi tirada muito cedo, por Marcos Sá Corrêa, numa manhã gelada do inverno de 2003, com a lua quase cheia se pondo no planalto das Agulhas...

5 de novembro de 2004

Protocolo de Kyoto

A Rússia ratificou oficialmente o Protocolo de Kyoto, o presidente Vladimir Putin aprovou a inclusão do país. A boa notícia foi dada pelo Globonline (gratuito). A entrada em vigor do tratado, que prevê a redução da emissão de gases poluentes na atmosfera, dependia da adesão da Rússia – responsável por 17,4 % do total das emissões mundiais. Para produzir algum efeito, o protocolo tinha que reunir países que emitissem juntos pelo menos 55% dos gases que causam o aquecimento global. Mas sem a Rússia, os demais 126 signatários só somavam 44%. O tratado deve sair do papel no ano que vem.

Por Carolina Elia
5 de novembro de 2004

Vulcão no gelo

Na Islândia, um vulcão entrou em erupção debaixo de uma geleira. O efeito é incrível, quem quiser conferir tem fotos na BBC News (gratuito). A coluna de fumaça, produzida por uma mistura de cinzas e lava, chegou a 12 mil metros de altura. Algumas companhias aéreas tiveram que mudar a rota dos vôos para evitar voar dentro de uma nuvem de gases tóxicos. As cinzas da erupção do Grímsvötn chegaram até a Finlândia e a Suécia.

Por Carolina Elia
5 de novembro de 2004

A volta do caso Duda

Nesta sexta-feira, 5 de novembro, volta à cena o caso Duda Mendonça e seu gosto por rinhas de galo. Às 10 da manhã, em manifestações simultâneas no Rio e em São Paulo, entidades de defesa dos animais divulgam uma moção de apoio ao Ministério Público e à Polícia Federal pela ação que fechou uma rinha em Jacarepaguá e resultou na prisão do publicitário. Organizado no Rio pela Sociedade Mundial para a Proteção Animal (WSPA, na sigla em inglês), e em São Paulo pelo Fórum Nacional de Proteção e Defesa do Animal, o ato acontece em frente às sedes do Ministério Público Federal nas duas cidades.

Por Lorenzo Aldé
5 de novembro de 2004

Túnel do tempo

O que as plantas e pólens fossilizados têm a ver com o aquecimento global? Paleobotânicos e palinólogos têm várias teorias a respeito da importância dos registros fósseis para compreender as mudanças climáticas e as transformações ambientais. Entre os dias 7 e 11 de novembro, alguns dos maiores especialistas do mundo vão se encontrar em Gramado (RS) para esmiuçar o tema "Passado, Chave para o Futuro". É a XI Reunião de Paleobotânicos e Palinólogos (RPP), que vai ter debates, palestras, excursões de campo e a presença de gente como David Dilcher, da Universidade de Gainesville, Flórida, responsável pela descoberta dos mais antigos restos de plantas com flores, na China. Vêm também o americano Scott Wing, um dos mais importantes paleobotânicos em atividade, o mexicano Javier Helénes e a francesa Edwige Masure, ambos especialistas em dinoflagelados (organismo unicelulares aquáticos) do Cretáceo, entre outros pesquisadores estrangeiros. Receberá uma homenagem especial a brasileira Orthrud Monika Barth Schatzmayr, que estuda a palinologia do mel (melissopalinologia). Realizado pela Unisinos e Universidade Federal do Rio Grande do Sul com patrocínio da Petrobras, o evento tem cerca de 150 trabalhos inscritos e vai reunir as mais importantes instituições científicas do país.

Por Lorenzo Aldé
4 de novembro de 2004

A moréia-verde

A moréia-verde (Gymnothorax funebris) foi clicada pelo fotógrafo amador Rafael Lima em Abrolhos, no sul da Bahia. Ela deu o ar da graça, em pleno...

3 de novembro de 2004

Sem gelo

Saiu mais um relatório sobre os efeitos do aquecimento da Terra sobre as geleiras do Ártico. Como relatórios anteriores sobre o mesmo tema, informa que elas estão derretendo. A novidade está na velocidade do derretimento detectado pelos seus autores - 250 cientistas trabalhando sob encomenda de 8 governos da Europa e América do Norte. Garantem que na atual batida, em 2070 não haverá mais gelo no Ártico. Segundo O Estado de S. Paulo (só para assinantes), o processo condena pelo menos um animal a mais absoluta extinção: o urso polar. Mas certamente ele não será o único.

Por Carolina Elia
3 de novembro de 2004

Mordida

Anteontem, no Rio, uma senhora de 77 anos foi trucidada por uma matilha de cães que viviam sob seus cuidados. Tinha pitbul no meio da cachorrada, mas a maioria eram cachorros do tipo que dificilmente qualquer amante do animal se recusaria a ter em casa. Relativamente pequenos, cara simpática e ar de manso. Não se sabe o que deu neles para retalharem sua dona. Mas O Globo (gratuito, pede cadastro) informa que ataques de cães contra seres humanos são mais do que normais no Rio. Acontecem em média 10 casos relativamente graves por dia.

Por Carolina Elia
3 de novembro de 2004

Seca bem-vinda

Uma terrível seca no estado americano de Utah trouxe à tona o Glen Canyon, que foi inundado em 1963 durante a construção de uma barragem. Nos últimos cinco anos, o reservatório já perdeu 60% de suas águas. A beleza do local está atraindo milhares de turistas e curiosos. O melhor é que, segundo o New York Times (gratuito, pede cadastro), a mudança pode ser permanente. O canyon não deve ficar submerso novamente.

Por Carolina Elia
3 de novembro de 2004

Oxford X ambientalistas

A pedido da Universidade de Oxford, a justiça britânica retirou da internet um site a favor dos direitos dos animais. O site tinha divulgado os endereços e telefones de vários funcionários da instituição e de políticos a favor da construção de um laboratório onde animais seriam usados como cobaias. O The Guardian (gratuito) afirma que a obra está orçada em 18 milhões de libras esterlinas e está paralisada por causa dos protestos.

Por Carolina Elia
3 de novembro de 2004