Notícias

A nova vedete da energia: Bloom Box

Empresa dos EUA lança gerador que promete ser a solução para produção de energia no futuro. Caixa com células de combustível é feita de areia.

Redação ((o))eco ·
25 de fevereiro de 2010 · 12 anos atrás
 

O lançamento de um novo gerador de energia causou alvoroço nos Estados Unidos ontem (24). Chamado de “Bloom Box”, o gerador – em forma de caixa, como o próprio nome diz-  é uma mini-estação de energia com células de combustível que podem funcionar com qualquer coisa, de combustíveis fósseis a produtos renováveis. As células são dispositivos que convertem o combustível em energia elétrica em um processo que não utiliza combustão  – mais limpo, portanto.

Além da promessa de um processo de produção de energia mais limpo, as células de combustível, ao contrário das feitas com produtos caros e poluentes, são construídas com areia, o que garante ainda mais sua sustentabilidade, garante a empresa produtora. Uma única célula pode produzir cerca de 25 W, o suficiente para uma lâmpada de baixo consumo energético. Uma caixa Bloom, que contém vários blocos de células, pode produzir até 100 kw, o suficiente para abastecer 100 casas.

O anúncio desta nova tecnologia, desenvolvida por um ex-funcionário da NASA, chamou a atenção de personagens importantes do mundo dos negócios e da política, como as empresas Google e eBay e o governador da Califórnia Arnold Schwarzenegger. Isso porque ela promete ser a “tecnologia do futuro”, para daqui a dez ou 15 anos, quando seu custo terá baixado. Cada Bloom Box custa hoje 700 mil dólares.

Atalho:
– Bloom Energy

Leia também

Reportagens
2 de dezembro de 2021

Secas recorrentes afetam a capacidade de recuperação da Floresta Amazônica, alerta estudo

Nas últimas duas décadas, a Floresta Amazônica tem sido impactada por secas cada vez mais intensas e frequentes. As mais severas ocorreram em 2005, 2010 e 2015

Notícias
1 de dezembro de 2021

Amazônia acumula 73 mil focos de incêndio em 2021, segundo dados do INPE

Há menos de uma semana, Bolsonaro voltou a afirmar que “floresta úmida não pega fogo”. Número de queimadas no Pampa segue em alta

Notícias
1 de dezembro de 2021

Audiência Pública discute projeto de lei que quer municipalizar áreas de preservação em Angra dos Reis

Projeto que altera gestão da APA Tamoios é da deputada Célia Jordão, esposa do prefeito de Angra. Cerca de 40 organizações se manifestaram contrárias ao PL

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Treep diz:

    Vejo como de extrema importância a preservação dessas areas,
    o turismo agradece e deve ser feito de forma consciente.
    Não sei o que é melhor, mas com o governo atual, municipalizar talvez não seja tão ruim , desde que seja com leis próprias que garantam manter preservado e fiscalizado.