Notícias

Davos

A elite mundial não tem dado respostas adequadas aos principais riscos globais do momento. Esta foi a conclusão de uma das mesas do segundo dia do Fórum Econômico Mundial em Davos. No debate foi apresentado o resultado de uma pesquisa da corretora Merril Lynch para o Fórum, com 60 líderes empresariais do mundo, da qual saiu a lista com os dez principais riscos contemporâneos para os negócios e o equilíbrio global: instabilidade no Iraque, terrorismo, crises fiscais, desestabilização da oferta de petróleo, radicalismo islâmico, redução súbita do crescimento na China, epidemias de doenças infecto-contagiosas, mudanças no clima, armas de destruição em massa e tensões resultantes da imigração descontrolada. A boa notícia é que a elite econômica mundial já reconhece as mudanças climáticas como fator relevante de risco econômico e ambiental.John Holden, especialista em meio ambiente que participou desse painel, alertou que estudos recentes mostram que o aquecimento global pode ser ainda mais intenso do que as conclusões já alarmantes até agora conhecidas. Segundo Holden, o aquecimento afetará a agricultura, aumentará a proliferação de germes que causam doenças e a ocorrência e intensidade de enchentes e secas, com riscos imprevisíveis. Ele afirma que as mudanças de atitude das empresas podem ajudar a mudar a posição do governo Bush em relação ao meio ambiente.

Sérgio Abranches ·
27 de janeiro de 2005 · 19 anos atrás
  • Sérgio Abranches

    Mestre em Sociologia pela UnB e PhD em Ciência Política pela Universidade de Cornell

Leia também

Notícias
20 de maio de 2024

Criação de novo órgão para combate à crise climática preocupa servidores ambientais

Possibilidade foi anunciada por Marina Silva no final de semana. Antes de criar novos órgãos, servidores pedem do governo valorização da carreira ambiental

Reportagens
20 de maio de 2024

Estudo propõe mudanças para simplificar legislação da Mata Atlântica e aumentar a conservação

Ausência de método para classificar estágios da floresta em resolução vigente dá margem para supressão de áreas que prestam importantes serviços ecossistêmicos

Notícias
20 de maio de 2024

Com apenas 4 indivíduos, cientistas alertam para extinção iminente da choquinha-de-alagoas

Ave ocorre apenas na Mata Atlântica do nordeste, entre Alagoas e Pernambuco, foi duramente afetada pelo desmatamento e hoje pode ser encontrada numa única localidade

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.