Notícias

Parque Nacional da Chapada Diamantina enfrenta incêndios

Os focos de fogo estão espalhados pela Chapada e são brigadistas voluntários que estão na linha de frente do combate às chamas.

Daniele Bragança ·
29 de março de 2012 · 10 anos atrás
Imagem área de foco de incêndio na região Parque Nacional Chapada Diamantina. (Foto: Blog Parque Nacional Chapada Diamantina)
Imagem área de foco de incêndio na região Parque Nacional Chapada Diamantina. (Foto: Blog Parque Nacional Chapada Diamantina)

O Parque Nacional da Chapada Diamantina, na Bahia, enfrenta focos de incêndio há uma semana. Três focos aconteceram no município de Mucugê. O fogo atingiu a região da Serra do Candombá, vizinha ao Vale do Capão. A informação é de Lívia Bittencourt, brigadista voluntária da Brigada de Resgate Ambiental de Lençóis (BRAL).

“Essa semana o Vale do Capão teve um incêndio gigante, ontem o Morro do Pai Inácio e Campos de São João queimaram e hoje [29/3], neste exato momento tem um fogo nos arredores de Lençóis, na Serra do Canoão. Isso são apenas alguns exemplos, tivemos outros focos aqui nesta semana”, informou Bittencourt.

((o))eco ligou ontem para o Parque e atendeu um funcionário que não quis se identificar afirmou que os incêndios estavam controlados. A informação é desmentida por Bittencourt:

– O que está acontecendo hoje na Chapada Diamantina é uma verdadeira tragédia ambiental. Apesar de os órgãos públicos apoiar as ações de combate aos incêndios, o apoio recebido não é suficiente diante da magnitude do problema. No momento, quem está fazendo a diferença são as brigadas voluntárias que não recebem apoio nenhum de órgãos públicos. E muitas das informações divulgadas em veículos midiáticos são de revoltar quem está aqui na luta pra mudar a situação.

Não são poucos os problemas que os brigadistas voluntários enfrentam: “o principal é que a maioria das brigadas sofrem com a carência de Equipamentos de Proteção Individual – EPIs (roupas de noméx – anti-chama, óculos de proteção, botas de boa qualidade, luvas, capacetes de montanha, etc), além de apoio logístico (alimentação, pilhas, materiais de primeiros-socorros, sacos de dormir) e estrutura de comunicação etc”, informa.

O blog “Parque Nacional Chapada Diamantina” foi criado para denunciar incêndios no parque. Segundo ele, os focos são constantes e a maioria é proposital, em geral para limpar áreas de agropecuária, o que constitui crime.

Essa é a segunda onda de incêndios, nesse março, na região da Chapada Diamantina. A Serra do Sincorá, localizada entre os municípios de Mucugê e Ibicoara, também sofreu um incêndio de grandes proporções no início do mês.

A partir de informações dos satélites do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), ((o))eco produziu o mapa dos focos de fogo. Veja abaixo.

As informações foram baixadas no Sistema de Informações Geográficas e Banco de Dados de Focos nas Áreas Protegidas
http://www.dpi.inpe.br/proarco/bdqueimadas/bduc.php?LANGUAGE=PT

*Matéria Editada 30/03, 12h14min

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Reportagens
27 de janeiro de 2022

Biólogo usa imagens de satélite e inteligência artificial para mapear quaresmeiras na Mata Atlântica

A detecção é possível por meio da coloração das flores da quaresmeira, cujos tons variam do magenta ao roxo. Para isso, utilizou imagens de satélite de acesso gratuito e o chamado deep learning, um recurso de inteligência artificial

Notícias
27 de janeiro de 2022

Polícia Federal investiga maus-tratos e apreende as girafas trazidas pelo BioParque

Em operação da PF acompanhada pelo Ibama, os policiais apreenderam as 15 girafas e investigam supostos maus-tratos aos animais. BioParque nega

Análises
27 de janeiro de 2022

Um lugar para as onças da Mata Atlântica na Década da Restauração

A Mata Atlântica é um pacote completo, com onças e tudo; é preciso urgentemente nos conscientizarmos que uma floresta sem bichos não tem futuro

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta