Notícias

Tietinga: o elegante cantor

O homenageado desta semana em ((o))eco é o Cissopis leverianus, a barulhenta ave com pinta e estilo de tenor de ópera. Foto: quantz/Flickr

Rafael Ferreira ·
11 de janeiro de 2013 · 11 anos atrás
Conheça a galante tietinga, a ave com pinta de tenor de ópera.
Conheça a galante tietinga, a ave com pinta de tenor de ópera.

O homenageado desta semana é o Cissopis leverianus. A maioria o conhece como tietinga mas, dependendo da sua origem, o nome pode ser outro: os paulistas chamam de sanhaço-tinga; os matogrossenses de pipira; para os pernambucanos, é o pega. Há ainda quem chame de pintassilgo-do-mato-virgem, probexim, ou sabiá-tinga. Mas não importando como o chamem, nosso amiguinho sempre se apresenta bem-vestido, com seu elegante e fraque de cauda longa.

Ele pode ser encontrado na Amazônia (na região ao Sul do Rio Amazonas, desde o extremo Oeste até o Maranhão), e também de Pernambuco ao Rio Grande do Sul. Também é avistado em países amazônicos como as Guianas, Venezuela, Colômbia, Equador, Bolívia e Peru, e também no Paraguai e Argentina. Ou na Reserva Natural Parque do Zizo, onde esta foto foi tirada. Não é difícil achá-lo: do alto das copas das árvores (onde estão as frutas e insetos que tanto gosta), suas “apresentações” são bastante barulhentas, esteja em dupla ou em bandos. Foto: quantz.

Leia também

Salada Verde
23 de fevereiro de 2024

Justiça Federal impõe mais de R$ 316 milhões em indenizações por desmatamento ilegal

Infrações ambientais foram identificadas pelo MPF por meio do Amazônia Protege, projeto que utiliza monitoramento por satélite para responsabilizar os atores dos desmatamentos ilegais

Notícias
23 de fevereiro de 2024

MPF no Acre arquiva denúncia da CPI das ONGs contra servidores do ICMBio

Servidores do órgão foram acusados de abusos contra moradores da Reserva Extrativista Chico Mendes, no Acre; para procurador, acusações são “genéricas e sem fato concreto”

Notícias
23 de fevereiro de 2024

Antas “avisam” pesquisadores sobre contaminação humana por agrotóxicos no MS

Além de agrotóxicos como glifosato, moradores do sudeste do estado também apresentaram altos índices de metais no corpo. Antas atuaram como sentinelas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Comentários 1

  1. Adilson Verdam diz:

    Moro em Nova Friburgo-RJ, sou visitado diariamente por vários Tietingas, me surpreende não ter sido citado que também pode ser encontrado na Região Sudeste.
    Será que os daqui estavam escondidinhos?