Notícias

Mapa: Relação entre estradas e desmatamento na Amazônia

Utilizando dados sobre as estradas na Amazônia e informações sobre as taxas de desmatamento, é possível visualizar que influência da infraestrutura no avanço da destruição.

Redação ((o))eco ·
15 de maio de 2013 · 9 anos atrás

Marc Dourojeanni acaba de publicar um detalhado artigo demonstrando os perigos e as falácias que acompanham os projetos de construção de novas rodovias na Amazônia peruana. No Brasil, esta relação já é bem conhecida. Estudo conduzido por Thomas E. Lovejoy mostram que a fragmentação da floresta amazônica é a principal causa de perda de espécies nativas. Outro trabalho bastante conhecido a respeito são os modelos desenvolvidos pelo Instituto de Pesquisa Amazônicas em parceria com Daniel Nepstead do Woods Hole Research Center. Usando a BR153, a Belém-Brasília, como exemplo foi possível ver que o desmatamento e o fogo se concentram em uma faixa de 50km ao redor das rodovias na Amazônia. 

O mapa interativo abaixo foi feito pelo projeto InfoAmazônia. As fontes dos dados podem ser encontradas clicando se na legenda à direita. 


Leia mais
Multiplicação de vias entre Brasil e Peru é desnecessária

Leia também

Notícias
26 de novembro de 2021

Informação obtida via LAI revela que MCTI recebeu dados do desmatamento em 1º de novembro

Ministro Marcos Pontes disse que dados não foram publicados antes da Conferência do Clima porque ele estava de férias. Agenda oficial registra férias entre 8 e 19 de novembro

Notícias
26 de novembro de 2021

Jornalismo digital brasileiro se une em campanha de financiamento

Ação reúne 26 organizações com objetivo de arrecadar doações para fortalecimento do jornalismo digital de qualidade

Reportagens
26 de novembro de 2021

MPF pede anulação da Licença de Instalação do Linhão Tucuruí na terra Waimiri Atroari

Ação aponta que União e a Transnorte agem ilegalmente no licenciamento da obra. Autossuficientes em energia elétrica, os Waimiri Atroari são contra o empreendimento e sentem “a floresta sangrar”

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta