Notícias

Dez motivos para a estrada do Colono não passar

Proposta introduz o conceito de estrada-parque no SNUC para viabilizar a abertura da estrada que corta o Parque Nacional do Iguaçu.

Vandré Fonseca ·
26 de setembro de 2013 · 9 anos atrás

Após anos fechada, a estrada fechada pela mata. Foto: Adilson Borges.
Após anos fechada, a estrada fechada pela mata. Foto: Adilson Borges.

O manifesto “10 fatos sobre a estrada do Colono e o Parque Nacional do Iguaçu” foi lançado em setembro, por onze instituições, entre elas Greenpeace, SOS Mata Atlântica, WWF e Sociedade de Pesquisa e Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS). A iniciativa é uma tentativa de evitar a aprovação do Projeto de Lei 7.123/2010, do deputado federal Assis do Couto (PT/PR), que agora tramita no Senado como Projeto de Lei da Câmara, nº 61 de 2013 e pretende reabrir a estrada que corta ao meio o Parque Nacional.

O documento alerta para o risco de o Parque Nacional do Iguaçu perder a designação de Sítio do Patrimônio Mundial Natural, concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Para as organizações que se opõem ao projeto, a abertura da estrada é um crime ambiental que não irá representar benefícios aos municípios do entorno. Se aprovada, a construção da rodovia vai ameaçar a integridade do parque, segundo essas organizações. Para os críticos, a iniciativa abriria também um precedente para alterar gravemente a estrutura de outras Unidades de Conservação no país.

Apesar das críticas, o projeto já foi aprovado por deputados federais e agora está na Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado. A proposta ainda precisa passar por outras duas comissões, do Meio Ambiente e de Desenvolvimento Regional e Turismo, mas não precisa ir a plenário. Se aprovada no Senado, só um veto da presidente Dilma Roussef poderá salvar o Parque Nacional do Iguaçu desse golpe.

O Parque Nacional do Iguaçu foi criado em 1939. Em 1999, devido à reabertura ilegal da estrada, a Unesco chegou a listar o Iguaçu entre os patrimônios ameaçados. Dois anos depois, quando foram tomadas medidas para fechar a via, o parque saiu desta lista. Em 2003, uma decisão judicial deixava a impressão de que a ideia de abrir a estrada estaria definitivamente fora de questão. Não foi o que aconteceu.

Pela proposta, a velha picada vai se transformar em rodovia e dividir em duas partes o Parna do Iguaçu. Ela será considerada como Estrada Parque, classificação que deveria oferecer algum atrativo turístico, como cachoeiras ou montanhas. Não é o que acontece no caminho dentro do Parque do Iguaçu. A não ser que o turista goste de apreciar a variedade de espécies de árvores da Mata Atlântica ou contar com a sorte de se deparar com algum bicho, ele vai ter de se contentar com uma monótona paisagem da floresta do início ao fim do trajeto.

O argumento a favor seria encurtar o caminho entre os municípios paranaenses Serranópolis e Capanema. Mas um estudo produzido pela socióloga Maria de Lourdes Urban Kleinke indica que uma rodovia cortando o parque não levará benefícios econômicos para a região. “Os municípios do entorno têm elevados e crescentes índices sociais, então nada justifica dizer que por conta do fechamento da estrada eles tiveram prejuízos econômicos”, afirma. Ela questiona também o argumento de que o parque é uma barreira para famílias que vivem nos municípios da região. De acordo com a socióloga, as distâncias não são tão grandes e as estradas que já existem permitem o contato.

O Parque Nacional do Iguaçu é um dos remanescentes preservados mais importantes da Mata Atlântica. A estrada corta justamente a área considerada intangível, ou seja, que deve ser protegida integralmente, pelo fato de manter espécies ameaçadas, como a onça-pintada. A estimativa é de que existam de 6 a (no máximo) 18 indivíduos da espécie em todo o parque. E agora, políticos tentam colocar uma estrada no caminho delas.

Leia aqui o manifesto.

Clique para ampliar
Clique para ampliar

 

 

Leia Também

Porque a estrada do Colono deve continuar para sempre fechada
Aprovado relatório do projeto que reabre Estrada do Colono
Polícia Federal é contrária a reabertura da estrada do Colono
O Parque Nacional do Iguaçu no WikiParques

 

 

 

Leia também

Salada Verde
2 de dezembro de 2022

Lula afirma que deve criar “Secretaria dos Povos Originários” com status de um Ministério

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (02), o presidente eleito esclareceu que fará os anúncios dos nomes do primeiro escalão depois de ser diplomado, em 12/12

Reportagens
2 de dezembro de 2022

Encurralados pela degradação, morcegos ainda resistem em áreas de pasto no Pantanal

Estudo revela que mesmo em menor abundância, morcegos ainda buscam comida e abrigo em áreas de pasto. Resultado mostra importância da manutenção de sobras de floresta em áreas degradadas

Notícias
2 de dezembro de 2022

Sociedade e Inea pressionam e PL que flexibiliza proteção do rio Paraíba do Sul encolhe

Proposta que extingue o Refúgio de Vida Silvestre do Médio Paraíba para criar, em seu lugar, uma APA, mais flexível aos usos, foi rechaçada pela sociedade civil em sessão da Comissão de Meio Ambiente nesta quinta (1º)

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta