Notícias

O Eco é finalista de desafio promovido pela Google

A proposta é a criação de uma rede de sensores de qualidade de água conectados a redes de telefonia móvel em 4 principais cidades da Amazonia.

Redação ((o))eco ·
29 de abril de 2014 · 9 anos atrás

No ano em que completa 10 anos, O Eco foi escolhido como um dos finalistas do Desafio de Impacto Social Google | Brasil, que pela primeira vez é realizado no país. Quatro organizações não governamentais brasileiras serão escolhidas para receber um milhão de reais para executar projetos que usam tecnologia como elemento-chave para a transformação social em temas como saúde, educação e meio ambiente, entre outros.

As 10 ideias que chegaram à reta final do desafio Google estão abertas para a votação do público a partir de hoje até o dia 07 de maio. Acesse aqui o site para votação.

No dia 08 de maio, os finalistas se encontrarão em São Paulo para apresentar os projetos a uma banca de jurados formada pela coordenadora do Google.org, Jaquelline Fuller, o empresário Josué Gomes da Silva, o apresentador Luciano Huck, o rapper MV Bill e a ativista Vivianne Senna.

A proposta finalista de O Eco é a criação de uma rede de sensores de qualidade de água conectados a redes de telefonia móvel em 4 principais cidades da Amazonia. A rede de 85 sensores permitirá coletar informações sobre a potabilidade da água de igarapés, cacimbas e poços e enviar alertas via SMS.

“O Eco desde sua fundação sempre foi uma organização comprometida com a difusão da informação ambiental de qualidade”, afirma o coordenador do Laboratório de Inovação da ONG – ((o))eco Lab, Gustavo Faleiros. “A rápida urbanização ocorrida na Amazônia nem sempre é vista como um problema, mas acreditamos que podemos evidenciar a gravidade da situação e ajudar comunidades a cobrarem investimentos em saneamento”.

A informação coletada também estará disponível na plataforma InfoAmazonia.org que atualmente já permite o acompanhamento de indicadores da região através de mapas digitais. Utilizando ferramentas de análise e visualização de dados O Eco fará um acompanhamento dos impactos diretos da informação na vida dos 4,2 milhões de habitantes de Manaus, Belém, Porto Velho e Rio Branco.

 

 

Leia também

Reportagens
7 de fevereiro de 2023

No Canadá, ecoa antiga demanda pela criação do Parque Nacional do Albardão

Em congresso internacional de áreas marinhas protegidas, ambientalistas buscam apoio para criação de unidade de conservação proposta há 15 anos

Notícias
7 de fevereiro de 2023

Possibilidade de Salles no comando da Comissão de Meio Ambiente da Câmara gera revolta

Ex-ministro do governo Bolsonaro seria o indicado do PL para presidir o colegiado; Salles nega

Reportagens
7 de fevereiro de 2023

Governador de Mato Grosso quer apoio de Lula para estadualizar o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

Mauro Mendes iniciou ofensiva junto ao Planalto por apoio político; estadualização enfraquece a gestão da unidade, diz deputado

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta