Notícias

Rinoceronte-negro: o tempo está se esgotando

A espécie parecia se afastar da extinção, mas a caça ilegal continua e não dá tréguas. Há apenas 4.848 rinocerontes-negros sobreviventes.

Redação ((o))eco ·
23 de outubro de 2014 · 7 anos atrás

Um rinoceronte-negro ([i]Diceros bicornis[/i]) faz o seu caminho através do Parque Nacional de Etosha, Namíbia. Foto:
Um rinoceronte-negro ([i]Diceros bicornis[/i]) faz o seu caminho através do Parque Nacional de Etosha, Namíbia. Foto:

O rinoceronte-preto (Diceros bicornis) é uma espécie de rinoceronte nativa da África Oriental e Central. Durante a maior parte do século 20, o rinoceronte-negro foi a mais numerosa de espécies de rinocerontes do mundo, mas a caça predatória e autorizações de terra para assentamentos e agricultura reduziram drasticamente a população. Entre 1960 e 1995, a caça ilegal em grande escala significou a perda de 97,8% destes animais. A subespécie rinoceronte-negro-ocidental (Diceros bicornis longipes) foi considerada extinta no ano de 2011. Mesmo com medidas de conservação, o risco da caça permanece: ela abastece o comércio internacional de chifres de rinoceronte, usado na medicina tradicional de alguns países asiáticos, que ainda acreditam nas propriedades medicinais do material. Com tão poucos exemplares e sob tamanho risco, a Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN classifica a espécie como ‘Em Perigo Crítico de Extinção‘.

 

 

Leia Também
Peixe-Napoleão: o protetor em perigo de extinção
Bonobos: nome engraçado, destino nem um pouco
Mabecos em disparada pela sobrevivência

 

 

 

Leia também

Notícias
20 de outubro de 2021

Desmatamento na Amazônia já chega a quase 9 mil km² em 2021, mostra Imazon

Somente em setembro foram destruídos 1.224 km² de floresta, área equivalente a mais de 4 mil campos de futebol por dia. Números sãos os maiores em 10 anos

Salada Verde
20 de outubro de 2021

Em comemoração de seus 10 anos, Onçafari lança concurso de fotografia

Fotógrafos profissionais e amadores podem se inscrever até o dia 14 de novembro. Vencedores terão a oportunidade de fotografar a fauna e flora existentes na sede da Onçafari, no Pantanal

Notícias
20 de outubro de 2021

INPE não tem recursos garantidos para pagamento de água e luz até final do ano

Destinação de R$ 5 milhões pela AEB deu um respiro ao Instituto, mas órgão ainda aguarda verba de outras fontes para honrar despesas de funcionamento até dezembro

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta