Notícias

Audiências públicas discutem concessões em Parques Nacionais

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) realiza até o final de junho audiências públicas para concessão de serviços em cinco parques nacionais

Sabrina Rodrigues ·
18 de junho de 2018 · 3 anos atrás
As novas concessões serão oferecidas em cinco parques nacionais entre eles o Parque do Itatiaia (RJ). Foto: Silene dos Anjos/Wikiparques.

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) realiza até o final de junho audiências públicas para concessão de serviços em cinco parques nacionais. As propostas foram apresentadas em uma reunião nesta segunda-feira, 18 de junho, em Brasília.

As novas concessões serão oferecidas nos parques nacionais dos Lençóis Maranhenses (MA), Jericoacoara (CE), do Itatiaia (RJ), da Serra do Bodoquena (MS) e do Caparaó (MG).

Entre os serviços que serão concedidos estão atividades de turismo, hospedagem, acampamento, venda de ingressos, comércio de alimentos e bebidas, souvenirs e venda de ingressos.

Atualmente, quatro parques nacionais têm concessões em operação, Iguaçu (PR), Tijuca (RJ), Fernando de Noronha (PE), Serra dos Órgãos (RJ), de acordo com a coordenadora de Concessões e Negócios do ICMBio, Larissa Diehl.

“São processos de concessão de serviços de apoio à visitação em parques nacionais”, conta Larissa. “A gente está lançando dois editais provavelmente no início do julho, que é do Parque Nacional do Pau-Brasil e outro na Chapada dos Veadeiros. Os dois já foram objetos de consulta pública no ano de 2016”.

Ela explica que o primeiro critério utilizado para definir os parques objetos das concessões foi o número de visitantes, já que a venda de ingressos deve ser suficiente para viabilizar economicamente os serviços.

“Outros critérios foram baseados em um estudo que fizemos internamente sobre o índice de atratividade dessas unidades”, explica Larissa. Esse índice é baseado em um trabalho de doutorado do analista ambiental do ICMBio Thiago Beraldo.

Larissa Diehl lembra que o Sistema Nacional de Unidades de Conservação (Snuc) já prevê a vocação dos parques nacionais para a recreação. Ela acredita que a possibilidade de visitar uma unidade de conservação bem estruturada pode levar a uma experiência que a torne aliada da conservação.

Outro ponto que ela destaca é o impacto positivo do turismo sobre a economia. Além dos gastos do turismo, o comércio local se beneficia do dinheiro de empreendedores e trabalhadores.

“Todo esse recurso circula na economia”, afirma Larissa Diehl. “Aí as pessoas param de ver uma unidade de conservação como entrave para o desenvolvimento e progresso econômico. Elas passam a enxergar essa unidade como promotora do desenvolvimento”, acredita.

Agenda das audiências públicas:

Lençóis Maranhenses

Dia: 19 de junho

Horário: 14hs às 18hs

Local: Auditório do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Barreirinhas (Rua Joaquim Soeiro de Carvalho, 351) – Barreirinhas-MA

Jericoacoara

Dia: 21 de junho

Horário: 14hs às 18hs

Local: Polo de Apoio à Criança e ao Adolescente de Jericoacoara (Vila de Jericoacoara). Jericoacoara-CE

Itatiaia

Dias: 27 e 28 de junho

Horário: 8hs às 18hs

Local: Parque Nacional do Itatiaia – Espaço Ecoartes (Estrada Parque Nacional Km 8,5. Itatiaia-RJ)

Bodoquena

Dia: 28 de junho

Horário: 17:30 às 19:30

Local: Auditório da Secretaria Municipal de Turismo – Bonito-MS (Rua Coronel Pilád Rebuá, 1780
Cep: 79.290-000 – Centro)

Caparaó

Dia: 29 de junho

Horário: 13:30 às 18hs

Local: Auditório do Parque Nacional de Caparaó (Rua Vale Verde s/n, Zona Rural – Caparaó-MG)

 

 

Leia Também

Governo regulamentará concessão privada em parques

Governo estuda abrir concessão privada para parques federais

Reflexões sobre as concessões em parques

 

 

 

 

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Análises
24 de setembro de 2014

Reflexões sobre as concessões em parques

O governo consegue até recursos para investir em UCs, mas mantê-las exige um fluxo de receita seguro, que pode vir de concessões de serviços.

Salada Verde
24 de novembro de 2016

Governo estuda abrir concessão privada para parques federais

Em evento, o Ministro do Meio Ambiente afirmou que planeja conceder alguns parques para a iniciativa privada, entre eles estão os Parques de Brasília, Veadeiros e Pau Brasil

Notícias
17 de setembro de 2017

Governo regulamentará concessão privada em parques

Proposta já está na Casa Civil e, segundo o Ministério do Meio Ambiente, dará segurança jurídica para contratos de uso público em Unidades de Conservação

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. José Truda diz:

    Excelente iniciativa, choque de Uso Público já!