Notícias

Canal Reload produz vídeo que explica os principais embates de Salles

Disponível no YouTube, o conteúdo faz um panorama da gestão do ministro do Meio Ambiente e de sua coleção de polêmicas que atrapalha a preservação ambiental

Marcos Furtado ·
27 de outubro de 2020
Imagem: Reprodução/Reload.

Além dos altos números de desmatamento, recordes de queimadas e a mancha de óleo que poluiu o litoral brasileiro, a gestão de Ricardo Salles no ministério do meio ambiente também tem sido marcada por polêmicas decisões e disputadas com figuras públicas e instituições de conservação ambiental. O Canal Reload, em parceria com ((o))eco, Agência Pública e Congresso em Foco, lançou nesta terça-feira, dia 27, um vídeo que faz um panorama da atuação do ministro.

Em cerca de 8 minutos, o influencer Adriano Melancia mostra os principais embates de Salles. Desde as acusações feitas ao Greenpeace, passando pela intervenção no trabalho de servidores públicos até o embate com ex-ministros do meio ambiente são explicados no vídeo.

O conteúdo faz uma associação entre a sigla MMA (Ministério do Meio Ambiente) com a luta de artes marciais que tem a mesma abreviatura em inglês. Para o diretor de vídeo do Canal Reload, Hugo Cuccurullo, a ideia partiu do constante envolvimento do ministro em brigas. “A gente percebeu que pela quantidade de pautas sobre a atuação do ministro Ricardo Salles, seria importante fazer um especial sobre a pasta. Olhando todo o material ficava claro que havia muito forte a questão da treta como marca do ministro, daí para o trocadilho com MMA foi rápido”, conta.

O conteúdo é resultado das apurações de reportagens publicadas no ((o)) eco, na Agência Pública e no Congresso em Foco. “Um vídeo como esse é importante para dar visibilidade para um público, não tão ligado à política, de como o que vemos na situação ambiental brasileira é resultado da gestão do MMA”, analisa Cuccurullo.

Ganhador do Google News Innovation Challenge em 2019, o Canal Reload traduz notícias por diferentes vozes e de maneiras inovadoras, como história em quadrinho, poesia slam e até vídeos musicais. Para a seleção das pautas, a iniciativa conta com uma redação compartilhada entre 10 veículos jornalísticos nativas digitais e independentes.Além dos já citados, colaboram com a iniciativa a Agência Lupa, Amazônia Real, Énois, Marco Zero Conteúdo, Ponte Jornalismo, Projeto #Colabora e Repórter Brasil.

Assista abaixo ao especial sobre Ricardo Salles.

Ficha técnica

Apresentação e roteiro:
Adriano Melancia

Pesquisa e roteiro:
Bruno Fonseca
Marcos Furtado
Marina Oliveira

Edição:
Vitor Assan

Artes e grafismos:
Gabriela Duarte

Direção:
Hugo Cuccurullo

 

Leia Também 

Canal Reload irá distribuir notícias voltadas para o jovem – e ((o))eco está lá!

Salles pede desculpas a Ramos e encerra briga com general

Precaução, Retardantes e Pirotecnia na Chapada dos Veadeiros

 

 

 

 

  • Marcos Furtado

    Escreveu para ((o))eco, Estadão, Folha de SP, Colabora. Ganhou o Prêmio Santander Jovem Jornalista e teve o 3º lugar em concurso do ICFJ

Leia também

Colunas
15 de outubro de 2020

Precaução, Retardantes e Pirotecnia na Chapada dos Veadeiros

O uso de um produto de efeitos ainda pouco conhecidos sobre o meio ambiente fere a precaução necessária à gestão das unidades de conservação e à proteção do meio ambiente

Salada Verde
25 de outubro de 2020

Salles pede desculpas a Ramos e encerra briga com general

Ministros do Meio Ambiente e da Secretaria de Governo trocaram farpas nas redes sociais devido a suposta movimentação pela saída de Salles

Notícias
1 de setembro de 2020

Canal Reload irá distribuir notícias voltadas para o jovem – e ((o))eco está lá!

A iniciativa, feita em parceria com 10 veículos, tem como objetivo tornar as reportagens mais acessíveis aos jovens e estreia nesta terça no Instagram e Youtube

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Carlos Magalhães diz:

    O guedelhudo, como centenas de viúvas das boquinhas, das tetas, das mamatas, do dinheiro fácil, das ONG's de araque etc., tá esperneando.

    E pode gritar. É o jus esperneandi. E nosso Ministro do MA segue sendo um dos melhores quatro ministros do governo Bolsonaro.