Notícias

Do alto, pesquisadores realizarão o Censo da baleia Jubarte

O mapeamento será realizado com a ajuda de um bimotor. A 500 pés de altitude, pesquisadores identificarão Jubartes e outros cetáceos.

Rafael Ferreira ·
13 de agosto de 2015 · 7 anos atrás
On this summer's trip to Alaska, we were again fortunate enough to have calm seas and clear weather out of Seward on a Kenai Fjords tour. At least eight different marine mammal species put in an appearance. This humpback whale was kind enough to breach four times next to our boat, giving me plenty of time to setup the focus and composition. The Common Murre in the foreground did not seem the least bit perturbed...
Esta será a primeira contagem após a saída da Jubarte da Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas de Extinção. Foto: Gregory “Slobirdr” Smith

Nessa segunda-feira (17) começa a contagem da população da baleia jubarte (Megaptera novaeangliae) na costa brasileira. Durante 10 dias consecutivos, pesquisadores a bordo de um bimotor sobrevoarão os locais de ocorrência da espécie numa área que vai da cidade de Natal (RN), passando por Salvador (BA) e Vila Velha (ES), até chegar ao Rio de Janeiro (RJ). Este é o terceiro mapeamento realizado pelo Projeto Baleia Jubarte, que realiza o feito a cada três ou quatro anos.

O cumprimento do prazo de 10 dias depende de condições metereológicas que possibilitem o bimotor percorrer o litoral com segurança. O sobrevoo acontece a 500 pés de altitude, o equivalente a cerca de 152 metros de altitude.

A data escolhida confere com o período de reprodução da espécie, que ocorre entre julho e novembro. A Jubarte tem um comportamento de expor a nadadeira caudal acima da superfície por um longo período de tempo. Algumas baleias chegam a ficar 15 minutos na posição, com a cabeça submersa. O comportamento facilita, e muito, o avistamento e contagem da espécie.

Esta será a primeira contagem após a saída da Jubarte da Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas de Extinção. No último censo, realizado em 2011, foram contabilizadas 11.400 baleias. A expectativa é que essa população equivalha a 50% do tamanho anterior ao começo da caça industrial.

“Os resultados do censo permitem visualizar a sobreposição da ocorrência das jubartes com as frotas pesqueiras, rotas de embarcações comerciais, plataformas de petróleo, dentre outras. Esta iniciativa ampliará o conhecimento e contribuirá com as ações do governo brasileiro para a gestão da zona costeira e marinha do país”, diz Márcia Engel, coordenadora do Projeto Baleia Jubarte.

 

 

Leia Também
Cruzeiro científico fotografa e monitora jubartes
Baleia-jubarte: a baleia artística
Primeiro registro de jubarte encalhada em 2012

 

 
 

Leia também

Notícias
26 de julho de 2012

Primeiro registro de jubarte encalhada em 2012

Avistada por um turista, a baleia, um macho jovem, apareceu morta no Parcel das Pareces, um conjunto de recifes perto do litoral baiano.

Notícias
20 de julho de 2013

Baleia-jubarte: a baleia artística

A homenageada da semana em ((o))eco é uma artista completa: canta e dança. E estivemos muito próximos de perder seu espetáculo para sempre.

Notícias
20 de julho de 2012

Cruzeiro científico fotografa e monitora jubartes

Pesquisadores acompanharam 25 grupos de baleias, durante três dias. O objetivo é a coleta de informações para pesquisas sobre o animal.

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta