Salada Verde

Presidência da Câmara: ruralistas apoiam Henrique Alves

Bancada quer líder do PMDB no comando para agilizar projetos importantes para o setor agropecuário, como a votação da PEC de Terras Indígenas

Redação ((o))eco ·
11 de janeiro de 2013 · 9 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
O líder do PMDB na Câmara e candidato à presidência, Henrique Eduardo Alves, discursa durante sessão extraordinária destinada a votação da Lei Geral da Copa. Foto: Valter Campanato/ABr/Arquivo.

A bancada ruralista gostou do mandato de Marco Maia como presidente da Câmara dos Deputados. Afinal, foi no período de Maia, deputado pelo PT do Rio Grande do Sul, que votou-se a reforma do Código Florestal. Entretanto, agora os ruralistas apostam na substituição do PT pelo PMDB na presidência da Câmara. Esperam com isso agilizar votação de projetos importantes para o setor e, assim, apoiam o nome do atual líder do PMDB, Henrique Eduardo Alves, deputado pelo Rio Grande do Norte, para conduzir o processo.

O nome de Henrique Alves já estava na mesa há dois anos, quando o PT costurou o acordo com o PMDB para a eleição de Marco Maia, em 2011.

Segundo matéria de Caio Junqueira, do jornal Valor Econômico, o objetivo da Frente Parlamentar da Agropecuária é ter no comando da Câmara alguém afinado com as reivindicações da bancada e que ponha na agenda projetos importantes, como a PEC 215, que transfere do Executivo para o Congresso a prerrogativa de criação de unidades de conservação e demarcação de terras quilombolas e terras indígenas.

Outra reivindicação dos ruralistas abraçada por Alves é a criação de comissão conjunta para tipificar o conceito de trabalho escravo. O conceito é definido pelo artigo 149 do Código Penal, que os ruralistas consideram vago. Durante a tramitação da PEC do trabalho escravo, os ruralistas pressionaram, mas não conseguiram forçar uma redefinição do conceito de trabalho escravo.

Durante almoço no início de dezembro, Henrique Alves recebeu apoio da Frente Parlamentar da Agropecuária e se comprometeu a atender às reivindicações da bancada.  Além da bancada ruralista, o peemedebista recebeu apoio do DEM, PSDB, PSD, PDT, e do PSC.

A eleição para presidente da Câmara e do Senado será em fevereiro e o mandado do novo presidente é para o biênio 2013/2014.

 

 

Leia também

Análises
22 de outubro de 2021

Por uma nova onda de soluções para a resiliência e a saúde do oceano

Estudo do FMI estima que 8 milhões de toneladas de lixo plástico acabam no mar todos os anos, sendo 80% provenientes do continente. Se não mudarmos esse quadro, o oceano terá mais lixo do que peixes até 2050

Salada Verde
21 de outubro de 2021

Polícia Civil do Maranhão prende um dos homens que matou onça preta e se gabou nas redes sociais

Corpo do animal abatido foi filmado por três homens, que comemoraram o feito. O homem preso também será multado pelo Ibama.

Reportagens
21 de outubro de 2021

COP26 – Brasil tentou minimizar impacto das emissões da pecuária em relatório do IPCC

País também defendeu que aumento do desmatamento não é resultado da política atual brasileira. Outros países fizeram lobby para mudar relatório climático.

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta