Salada Verde

Câmara cria comissão para analisar PEC das terras indígenas

PEC transfere para o Legislativo demarcação de Terras Indígenas, Terras Quilombolas e criação de Unidades de Conservação Federais.

Redação ((o))eco ·
11 de setembro de 2013 · 8 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

 

Centenas de índios invadiram o plenário da Câmara dos Deputados e tomaram as cadeiras dos parlamentares, em protesto contra a criação de uma comissão especial para analisar a PEC 215, em abril. Foto: Valter Campanato/ABr.
Centenas de índios invadiram o plenário da Câmara dos Deputados e tomaram as cadeiras dos parlamentares, em protesto contra a criação de uma comissão especial para analisar a PEC 215, em abril. Foto: Valter Campanato/ABr.

 

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), formalizou ontem à noite (10) a criação da Comissão Especial que analisará a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 215, que transfere ao Congresso a competência sobre demarcação de Terras Indígenas, Terras Quilombolas e criação de Unidades de Conservação. A prerrogativa sobre demarcação e criação de áreas protegidas é do Executivo. Os ocupantes da comissão especial agora criada ainda serão indicados pelos líderes dos partidos.

A PEC 215 foi aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara no dia 21 de março de 2012. Após a votação, foi encaminhada para votação no plenário da Câmara, mas o deputado João Campos (PSDB-GO) entrou com pedido de instalação de uma comissão especial para analisar o tema. A comissão foi criada no dia 11 de abril desse ano, mas não chegou a entrar em vigor, pois os índios conseguiram evitar a nomeação dos ocupantes da comissão.

Convocados pela Frente Parlamentar em Defesa dos Povos Indígenas, mais de 300 índios lotaram o plenário da Comissão de Constituição e Justiça em ato contra a instalação da comissão especial. Afirmaram que não deixariam o local até que a comissão especial saísse da pauta.

Henrique Alves fez um pedido aos líderes dos partidos para não indicar os membros da comissão especial e a matéria ficou parada. Ficou assim até os ruralistas cobrarem de Alves o andamento da comissão. A aprovação da PEC 215 foi promessa de campanha de Henrique Alves, quando se candidatou (e ganhou) a presidência da casa.

A PEC 215 é uma reivindicação antiga do grupo, foi apresentada em 2000 pelo Deputado Almir Sá (PPB-RR). Os ruralistas apoiaram a eleição de Alves esperançosos que projetos caros aos seus interesses fossem agilizados.

Alvo de críticas de setores ligados aos direitos dos índios e ambientalistas, a tramitação da PEC também foi questionada no Supremo Tribunal Federal (STF). A Frente de Apoio aos Povos Indígenas entrou com Mandado de Segurança (MS) para suspender a tramitação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 215. O Ministro Luís Roberto Barroso é o relator do caso.

 

Leia Também
Índios protestam e Congresso adia comissão sobre PEC 215
PEC das terras indígenas aprovada ontem também atinge UCs
Deputados fiscalizam demarcação de terras indígenas

 

 

Leia também

Notícias
26 de novembro de 2021

Informação obtida via LAI revela que MCTI recebeu dados do desmatamento em 1º de novembro

Ministro Marcos Pontes disse que dados não foram publicados antes da Conferência do Clima porque ele estava de férias. Agenda oficial registra férias entre 8 e 19 de novembro

Notícias
26 de novembro de 2021

Jornalismo digital brasileiro se une em campanha de financiamento

Ação reúne 26 organizações com objetivo de arrecadar doações para fortalecimento do jornalismo digital de qualidade

Reportagens
26 de novembro de 2021

MPF pede anulação da Licença de Instalação do Linhão Tucuruí na terra Waimiri Atroari

Ação aponta que União e a Transnorte agem ilegalmente no licenciamento da obra. Autossuficientes em energia elétrica, os Waimiri Atroari são contra o empreendimento e sentem “a floresta sangrar”

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta