Salada Verde

Assembleia do Paraná está perto de proibir exploração do gás xisto

Falta apenas uma votação para aprovar projeto que embarga, por dez anos, a exploração no Estado. Suspensão foi aprovada em 3 votações

Daniele Bragança ·
30 de novembro de 2016 · 7 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Assembleia Legislativa do Paraná. Foto: Pedro de Oliveira/Alep
Assembleia Legislativa do Paraná. Foto: Pedro de Oliveira/Alep

Na terça-feira (29), a Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) aprovou, em segundo e terceiro turnos, projeto proibindo a exploração do gás de xisto por meio de fraturamento de rochas, conhecido como método “fracking”. Esse método possibilita a extração do gás de xisto do subsolo, perfurando um poço vertical. Em seguida, uma mistura de água e substâncias penetrantes e químicas é injetada no terreno sob alta pressão fraturando, dessa forma, a rocha e liberando o gás. O texto do projeto determina a suspensão de dez anos para licenciamento de exploração do gás de xisto para as empresas vencedoras do leilão da Agência Nacional de Petróleo (ANP) que utilizam método fracking para a sua exploração no estado do Paraná. Segundo o projeto, esse período será para a “prevenção ambiental ocasionada pela perfuração do solo mediante uso do método fracking, que pode ocasionar possíveis contaminações das águas”. A proposição de nº 873/2015 ainda voltará ao Plenário na próxima semana, para decisão final, antes de ser encaminhada para a sanção do governador Beto Richa.

Fonte original: Assembleia Legislativa do Paraná

 

  • Daniele Bragança

    Repórter e editora do site ((o))eco, especializada na cobertura de legislação e política ambiental.

Leia também

Salada Verde
29 de maio de 2024

PAC injetará R$ 700 mi nos estados pantaneiros

Os investimentos podem prejudicar as cheias e as vazantes e a conservação de animais e plantas no Pantanal brasileiro

Colunas
29 de maio de 2024

De Norte a Sul, o Brasil vive os extremos climáticos; é hora de reconhecer e se adaptar

Cheguei a ouvir discursos de que não haveria cheia no Rio Grande do Sul e de que a Amazônia não iria secar. Bem, no Norte o rio secou e no Sul o rio transbordou

Salada Verde
29 de maio de 2024

Tráfico de animais brasileiros segue sem resposta

Araras e micos raros e ameaçados de extinção vêm sendo mais confiscados com criminosos desde maio do ano passado

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.