Salada Verde

Fernando de Noronha poderá ser modelo de emissão de carbono zero

A ideia vem da parceria entre os governos de Pernambuco e da Califórnia que objetivam transformar a ilha em laboratório de modelo de gestão sustentável

Sabrina Rodrigues ·
7 de novembro de 2016 · 6 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Praia do Cachorro em Fernando de Noronha. Foto: Leandro Macedo Gonçalves
Praia do Cachorro em Fernando de Noronha. Foto: Leandro Macedo Gonçalves

Uma parceria entre os governos de Pernambuco e da Califórnia tem o objetivo de transformar a ilha de Fernando de Noronha (PE) em uma espécie de laboratório voltado para modelos de gestão sustentável e de negócios com baixa emissão de carbono. Essa união entre os dois governos faz parte do Global Leadership Memorandum of Understanding e o modelo a ser desenvolvido na ilha se chamará Noronha Future City. O projeto visa oferecer em Fernando de Noronha carros elétricos a base de energia solar e que também vão poder ser acessados por aplicativos. Em dezembro, os dois governos se reunirão com empresas nacionais e estrangeiras de carros elétricos, energia solar, de aplicativos e banco para financiar a aquisição dos automóveis para viabilizar o projeto.

Fonte original: Folha de S. Paulo

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Notícias
18 de maio de 2022

Frio fora de época também é cortesia do aquecimento global

Eventos extremos como a queda nas temperaturas nesta semana em diversas regiões do país fazem parte de um cenário de planeta mais quente

Reportagens
18 de maio de 2022

Mineração na Serra do Curral: 10 coisas que você precisa saber sobre o projeto

Projeto de Complexo Minerário em patrimônio histórico e cultural de Belo Horizonte foi aprovado, mesmo com irregularidades nas licenças. Entenda por que o projeto é cercado de polêmicas

Reportagens
17 de maio de 2022

Amazônia tem mais de 425 mil famílias sem energia elétrica

Brasil avança na universalização da energia, mas população de áreas remotas da Amazônia ainda demandam acesso à eletricidade. Pandemia atrasou cronograma

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta