Salada Verde

Fernando de Noronha poderá ser modelo de emissão de carbono zero

A ideia vem da parceria entre os governos de Pernambuco e da Califórnia que objetivam transformar a ilha em laboratório de modelo de gestão sustentável

Sabrina Rodrigues ·
7 de novembro de 2016 · 7 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Praia do Cachorro em Fernando de Noronha. Foto: Leandro Macedo Gonçalves
Praia do Cachorro em Fernando de Noronha. Foto: Leandro Macedo Gonçalves

Uma parceria entre os governos de Pernambuco e da Califórnia tem o objetivo de transformar a ilha de Fernando de Noronha (PE) em uma espécie de laboratório voltado para modelos de gestão sustentável e de negócios com baixa emissão de carbono. Essa união entre os dois governos faz parte do Global Leadership Memorandum of Understanding e o modelo a ser desenvolvido na ilha se chamará Noronha Future City. O projeto visa oferecer em Fernando de Noronha carros elétricos a base de energia solar e que também vão poder ser acessados por aplicativos. Em dezembro, os dois governos se reunirão com empresas nacionais e estrangeiras de carros elétricos, energia solar, de aplicativos e banco para financiar a aquisição dos automóveis para viabilizar o projeto.

Fonte original: Folha de S. Paulo

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Análises
24 de abril de 2024

Chamar carvão de sustentável é má-fé absurda

A defesa do carvão como uma alternativa sustentável embaralha o debate público e desvia investimentos de soluções eficazes e provadas

Colunas
24 de abril de 2024

O comprometimento do jornalismo ambiental brasileiro

A intensificação da crise climática e a valorização da subjetividade no campo jornalístico ressaltam o posicionamento na cobertura ambiental

Reportagens
23 de abril de 2024

COP3 de Escazú: Tratado socioambiental da América Latina é obra em construção

No aniversário de três anos do Acordo de Escazú, especialistas analisam status de sua implementação e desafios para proteger ativistas do meio ambiente

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.