Salada Verde

Instituto lança guia de sapos da Floresta Nacional do Tapajós, no Pará

Obra produzida pelo Inpa tem texto bilíngue, em português e inglês, e traz a descrição de 47 anfíbios que ocorrem na Floresta Nacional, na Amazônia paraense

Duda Menegassi ·
5 de janeiro de 2022
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

A rica diversidade de espécies da fauna amazônica é um atrativo à parte em qualquer passeio pela maior floresta tropical do mundo. Com isso em mente, um grupo de pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) se debruçou sobre sapos, rãs e pererecas que ocorrem na Floresta Nacional do Tapajós, no Pará, e produziu um guia para quem deseja observar estes animais por lá. Além de trazer a descrição de 47 espécies – todas acompanhadas de fotos –, o guia também traz as principais características e diferenças entre sapos, pererecas e rãs, ilustrações didáticas, assim como uma seção sobre as boas práticas de turismo de natureza em áreas protegidas. 

A obra é assinada por pesquisadores especialistas em anfíbios: os biólogos Kelly Torralvo, Rafael de Fraga, Albertina Lima e William Magnusson. Todos os quatro são vinculados ao Programa de Pesquisas em Biodiversidade (PPBio) e Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia – Centro de Estudos Integrados da Biodiversidade Amazônica (INCT-Cenbam) do Inpa.

O guia está disponível gratuitamente online no Repositório Digital do Inpa e pode ser baixado através deste link. Os textos do guia estão disponíveis em português e inglês. Em breve, a versão impressa do guia também será disponibilizada ao público.

Capa do Guia de Sapos. Reprodução
  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação, montanhismo e divulgação científica. Escreve para ((o))eco des...

Leia também

Reportagens
3 de maio de 2021

Nova espécie de sapo-pingo-de-ouro é descrita na Serra da Mantiqueira

Após um estudo morfológico e genético, pesquisadores constataram que a população de pingo-de-ouro em São Paulo se tratava de uma nova espécie, batizada de Brachycephalus rotenbergae

Reportagens
15 de julho de 2020

Pesquisa cria mecanismo para facilitar identificação de girinos

Pesquisadores desenvolveram uma chave de identificação para 63 espécies de girinos, fase larval de sapos, pererecas e rãs, que ocorrem na porção norte da Mata Atlântica

Reportagens
20 de fevereiro de 2019

Projeto documenta anfíbios ameaçados de extinção no Brasil

Em busca dos sapos (quase) perdidos, o projeto DoTS (“Documenting Threatened Species”) tem o ousado objetivo de encontrar e documentar todas as espécies de anfíbios ameaçados no país

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta