Salada Verde

Parque Nacional da Tijuca reabre com restrições de atrativos

Fechado desde março por causa da pandemia do coronavírus, o parque mais visitado do país volta a abrir as portas nesta quinta-feira (09), com restrições de atrativos e medidas de prevenção

Duda Menegassi ·
8 de julho de 2020 · 1 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Entre as regras da reabertura, visitantes não poderão se aglomerar em grupos com mais de 10 pessoas. Foto: Duda Menegassi

Localizado em plena metrópole carioca, o Parque Nacional da Tijuca é o mais visitado do país. Em tempos normais, cariocas e turistas enchem diversos locais como o Parque Lage, o Cristo Redentor e a Floresta da Tijuca, todos estes dentro da área protegida. Fechado desde meados de março, nesta quinta-feira (09) o parque reabre as portas para os visitantes, mas a visitação não será como de costume, a começar pela restrição de atrativos: o banho de cachoeiras e o acesso aos mirantes não estão permitidos, e o Cristo Redentor, famoso pela aglomeração de turistas aos seus pés, permanecerá fechado.

A ideia é que locais onde normalmente há maior concentração de pessoas sigam fechados para evitar maiores chances de contágio do vírus. A reabertura do parque foi autorizada pelo ICMBio em Portaria publicada nesta quarta-feira (08) no Diário Oficial da União e ocorrerá de forma gradual. O foco, neste primeiro momento, será a prática de atividades físicas ao ar livre nas trilhas e vias do parque. A circulação de veículos no interior do carro será restrita aos veículos de serviço, e as estradas no interior do parque serão usadas para mais livre circulação de pessoas a pé ou de bicicleta.

Além disso, segundo nota oficial publicada pelo parque, o impedimento de circulação de veículos também visa a proteção da fauna silvestre. “Nos últimos meses, os animais estão circulando mais à vontade e, por consequência, com maior risco de serem atropelados nesta retomada. A medida visa facilitar a adaptação dos hábitos da fauna no reencontro com as atividades humanas. Além disso, esse cuidado é necessário para proteger algumas espécies que estavam extintas do Parque e, nos últimos anos, voltaram para o seu habitat natural graças a projetos de reintrodução”, descreve a nota.

A retomada da visitação segue as determinações da prefeitura do Rio de Janeiro e do governo do Estado, e cumprirá as fases estabelecidas pelos governo municipal e estadual para reabertura. De acordo com o Plano de Retomada do município, atividades de visitação a pontos turísticos estarão autorizadas somente a partir da fase 4, com liberação gradual e fracionada da capacidade de atendimento. Além disso, os visitantes deverão cumprir regras que incluem o uso obrigatório de máscaras, não se aglomerar em grupos com mais de 10 pessoas e respeitar a distância social de dois metros.

 

Leia também

ICMBio autoriza reabertura de parques nacionais do Iguaçu e Aparados da Serra

Reaberto há menos de um mês, Parque Nacional do Iguaçu fecha novamente

Lençóis Maranhenses volta a receber visitantes a partir desta quarta-feira

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação, montanhismo e divulgação científica. Escreve para ((o))eco des...

Leia também

Salada Verde
30 de junho de 2020

Lençóis Maranhenses volta a receber visitantes a partir desta quarta-feira

ICMBio publica portaria que autoriza a reabertura do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses a partir do dia 1º de julho com medidas preventivas e limite de visitantes

Salada Verde
2 de julho de 2020

Reaberto há menos de um mês, Parque Nacional do Iguaçu fecha novamente

Por determinação estadual, o Parque Nacional do Iguaçu suspendeu a visitação nesta quarta-feira (1º) pelo prazo inicial de 14 dias

Reportagens
9 de junho de 2020

ICMBio autoriza reabertura de parques nacionais do Iguaçu e Aparados da Serra

Portarias publicadas pelo presidente do ICMBio decretam a reabertura dos parques nacionais, “de forma gradual e monitorada”. Visitação estava suspensa desde março devido à pandemia

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta