Salada Verde

Sem mãe, filhote de onça-parda é encontrado em fazenda no Pantanal

Fazendeiro encontrou oncinha próximo a sede da propriedade. Animal, que estava com sede e fome, foi encaminhado para Centro de Reabilitação de Animais Silvestres

Michael Esquer ·
15 de setembro de 2022
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Um filhote de onça-parda (Puma concolor) foi encontrado, nesta quarta-feira (14), na zona rural de Rio Verde de Mato Grosso (MS) — município sul-mato-grossense que abrange porções de Cerrado e Pantanal. O felino é o segundo maior do Brasil, atrás apenas da onça-pintada (Panthera onca). O animal estava sozinho, próximo a sede de uma fazenda, e foi resgatado pela Polícia Militar Ambiental (PMA) após solicitação do proprietário do imóvel. 

O fazendeiro ligou para a PMA durante a manhã. Na chamada, ele disse que a oncinha tinha aparecido próximo a sede da sua propriedade, com sede e fome. A mãe não estava com o filhote, provavelmente, por conta da presença de cães na fazenda, o que pode ter acuado o animal. As informações constam em nota publicada pela instituição policial.

Seguindo orientação da PMA, o proprietário levou o animal até a zona urbana da cidade. De lá, o felino foi encaminhado por uma equipe da instituição ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) de Campo Grande (MS). 

A ((o))eco, a PMA disse que o filhote deve receber alimentos e atenção veterinária no CRAS, onde, gradualmente, também receberá treinamento para se alimentar sozinho. 

A reintrodução da oncinha na natureza, porém,  vai depender da adaptação pelo animal a esse processo. Se, em idade apropriada, o felino apresentar sinais suficientes de que pode sobreviver sozinho, ele deve ser reintroduzido na natureza. Conforme a PMA, isso  ocorre, geralmente, em unidades de conservação (UCs). 

Sobre a onça-parda

Segundo maior felino do Brasil, a onça-parda ocorre em uma ampla variedade de habitats, desde florestas até formações de savanas e aparece, eventualmente, em ambientes alterados como plantações e pastagens estando presente em todos os biomas brasileiros. De acordo com o ICMBio (Instituto Chico Mendes para a Conservação da Biodiversidade), atualmente, têm sido cada vez mais frequentes relatos de aproximação deste animal com o homem. Entre as causas deste fenômeno estão a severa redução na disponibilidade de hábitats, devido ao crescimento urbano desordenado ou aumento das atividades antrópicas, e a diminuição de presas. Esses mesmos fatores também são responsáveis pelo acentuado declínio populacional que a espécie vem sofrendo ao longo de toda a sua distribuição geográfica, aponta o ICMBio. A caça e ampliação da malha rodoviária no País também é outro agravante. 

  • Michael Esquer

    Jornalista em formação pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), com passagem pela Universidade Distrital Francisco José de Caldas, na Colômbia, tem interesse na temática socioambiental e direitos humanos

Leia também

Reportagens
5 de maio de 2022

Onça-parda vai passar por cirurgia após receber mais de 30 tiros de chumbinho

Animal foi alvejado com arma de matar passarinho um mês antes de ser atropelado. Chumbinho ficou alojado no rim, coluna e quadril

Notícias
11 de abril de 2022

Onça-parda é avistada em região urbana de cidade do interior de SP

Registro foi feito por imagens de segurança na cidade de Guararema, a 80 km da capital. Assista ao vídeo

Salada Verde
14 de setembro de 2022

Quatro filhotes de papagaio são resgatados no Mato Grosso do Sul

Homem retirou filhotes de ninho que era monitorado pela PM Ambiental. Ação integra operação contra o tráfico de animais silvestres

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta