Salada Verde

Servidores do Ibama e ICMBio se manifestam contra extinção do MMA

No documento, grupo mostra-se preocupado com as declarações de Jair Bolsonaro sobre fusão dos ministérios do Meio Ambiente e Agricultura, multas e política ambiental

Sabrina Rodrigues ·
10 de outubro de 2018 · 4 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Servidores da área ambiental federal divulgam manifesto contra plano de Jair Bolsonaro de acabar com o Ministério do Meio Ambiente. Foto: Janine Moraes / Câmara dos Deputados.

 

A Associação Nacional dos Servidores da Carreira de Especialista em Meio Ambiente (Ascema), que representa os servidores da área ambiental federal, divulgou nesta quarta-feira (10) um manifesto contra as declarações do candidato Jair Bolsonaro (PSL) sobre a fusão do Ministério do Meio Ambiente com o da Agricultura.

O presidenciável tem falado em entrevistas e pronunciamentos contra o que chama de indústria da multa contra o produtor rural e em favor da extinção do Ministério do Meio Ambiente, que ficaria subordinado ao da Agricultura, para, segundo ele, acabar com o conflito entre a conservação e a produção.

“Ressaltamos que “indústria de multas” é um termo utilizado para designar sistemas nos quais o Estado busca aplicar o maior número possível de multas, para arrecadar o máximo, sem se preocupar com ações preventivas. Os dados existentes sobre desmatamento, poluição e outros ilícitos ambientais, demonstram que as multas aplicadas com base na legislação ambiental pelo Ibama e pelo ICMBio não são excessivas em número nem em valor”, disse o manifesto.

Os servidores destacaram que a Constituição, em seu artigo 225, estabelece como dever do Estado “a garantia de um meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum das atuais e futuras gerações” e que o país entendeu, há quase 30 anos, da necessidade de ter um ministério para fazer cumprir as determinações impostas por esse artigo.

Os servidores também criticam a retirada do Brasil do Acordo de Paris e flexibilização da legislação ambiental. As duas propostas fazem parte do plano de governo do candidato.

 

Leia o manifesto na íntegra

Meio Ambiente em perigo no Brasil

 

Leia Também

Bolsonaro defende o fim do Ministério do Meio Ambiente

Infográfico: compare as propostas dos candidatos

Bolsonaro entra na Justiça para pescar em reserva ecológica

 

 

 

 

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Salada Verde
16 de maio de 2013

Bolsonaro entra na Justiça para pescar em reserva ecológica

Deputado do PP entrou com mandado de segurança para garantir o direito de praticar pesca amadora na Estação Ecológica de Tamoios, em Angra.

Notícias
5 de outubro de 2018

Infográfico: compare as propostas dos candidatos

Entre as propostas apresentadas pelos 13 candidatos à presidência, há desde fim de subsídios aos combustíveis fósseis a não ter proposta nenhuma. Compare

Reportagens
1 de outubro de 2018

Bolsonaro defende o fim do Ministério do Meio Ambiente

Candidato propõe que pasta vire uma secretaria dentro de um novo Ministério de Agricultura e defende o fim das multas feito pelo Ibama e ICMBio

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 17

  1. jose diz:

    Parabens Bolsonaro !!! Ibama é reconhecido como industria da Multa Abusivas aos pobres e amigo das madeireiras e grandes empresas que devastam meio ambiente.


  2. Mito diz:

    Fim do IBAMA, graças a Deus.


  3. Valdeci diz:

  4. Flávio Zen diz:

    Deixa ver se entendi: O Bolsonaro, aquele que quer a criação do excludentes de ilicitude para que as forças de segurança e que questiona o desarmamento civil quer desarmar fiscais florestais…
    Como represntante dos agricultores ele é um perigo para os ambientalista porque reprenta criminosos ou pelo menos uma atividade criminosa.
    A história de Angra é um clássico da perseguiçao e é uma guerra de narrativas. Como funcionários militantes que representam o aparelhamento ideologico do estado, atuam como agentes revolucionários e caluniam e perseguem o Bolsonaro por uma deterinação partidária, desculpe meu amigo, mas acho que está emprenhando pela orelha e deveria se preocupar mais com o descalabro herdado dos anos PT e apostar na seriedade de um homem que está conduzindo a renovação politica do pais.


  5. Valeria diz:

    Bolsomita não vê o que está claro mesmo. Acordem o cara já deixou claro que pretende vender as terras indígenas para exploração internacional, vai vender a Amazônia para quem pagar mais, por isso já vai sair do acordo de Paris e extinguir o MMA, para fazer perder a força. Acordem, acabará com todas as iquezas que temos. As elites, mineiradoras estão patrocinando suas campanha, a indústria de armas com ações super altas na bolsa brasileira. O antipetismo cegou os de tal forma que não enxergam que o cara é 1000 vezes pior que o Collor. Sem ver até que seu vice quer pegar o poder dele. Vai levar um golpe ainda. Observem só a merda que vai dar.


    1. Valdeci diz:

      Grassas a Deus hoje Bolsonaro faz uma de suas promessas tirar o poder do ibama sobre pecuaristas e agricultores obrigado bolsonaro
      Valeu apena votar em vc agora podemos trabalhar…,,,,


  6. andgavin diz:

    O Ibama não vai ter mais a tutela do MMA apenas, mas não vai deixar de existir sua função, e importância, o que precisa é que sejam contratados mais funcionários e menos funções comissionadas ou ter influência política, mais agilidade na emissão de licenças.


  7. Flávio Zen diz:

    Quanta hipocrisia! O PT et caterva destruiram esquartejaram o IBAMA para fins politicos, desmontaram as politicas ambientais do pais com direito a atentados contra o Código Florestal, farra das Hidreletricas para financiar eleições, turbinaram a JBS que não só ampliou a expansão agropecuária como destruiu pqnos frigorificos, iniciou o ataque às UCs atraves da construção do novo código minerário e conduziu o apis à ruina social e financeira com 14 milhões de desempregados e consequente agravamento socioambiental e falta de recusos para o MMA e IBAMA e tanto a academia, quanto ambientalistas e funcuionarios destas pastas assistiam de arquibancada com moderada indignaçlão e obsequioso silencio.
    O que vai acontecer que o IBAMA e o MMA deixarão se de ser premio consolação de amigos e sofrerá menos nma mão de sindicatos.
    Esperamos que em uma politica articulada com a agricultura, o tal desenvolvimento sustentável se faça presente e o mimimi infindável da esquerda se traduza em propostas factíveis e não apenas condenscendência com a destruição do patrimonio natural.
    Não devemos jamais esquecer a destruição do Museu Naciuonal na mão da UFRRJ aparelhada pelo PSol e PCdoB e que já está sendo esquecido, sendo um quadro da herança maldita que Bolsonaro irá receber e o mesmo se aplcia ao Meio Ambiente.


  8. El Trumpo diz:

    Engraçado…diziam isso do Trump e o mundo não acabou…economia lá bombando…e não houve apicalipse ambiental nenhum


  9. Botafoguense diz:

    E ninguém caaaala…. esse chororô… chora o time todo, chora o presidente, chora o torcedoooor…


  10. Magno diz:

    Uma das maiores riquezas do nosso país é a Natureza. Precisamos dela e sentiremos sua falta quando os recursos forem esgotados. Cada área de proteção representa um valor incalculável para nós e para gerações futuras. Não podemos permitir que a busca desenfreada pelo $$ nos roube este valor.


  11. Rafael Isaacs diz:

    Não sou PT mas sou obrigado a votar contra esse cara.


  12. Wander diz:

    Gente é só parar para pensar um pouco … A ideia de junção nos dias atuais e impraticável… Ainda mais ele que disse que cada ministério ficará a carga de pessoas técnica e com competência… Neste sentido ele certamente irá ouvir que lá estiver …


  13. Maria Inês Santos diz:

    Retrocesso. Depois de décadas de aprimoramento de uma política ambiental no País.


  14. João Carlos Macedo diz:

    Já virei vários votos de servidores do MMA, ICMBio e IBAMA que iriam votar no Bozo no 2° turno quando expliquei pra eles que votar no Bozo é votar contra seu salário, pois Bozo significa:
    – extinção da carreira de especialista em meio ambiente (analista ambiental, técnicos, etc) e transformação em carreira em extinção, que é um subproduto de 5a. linha administrado pelo MPOG (fim de aumento salarial, pra começar)
    – fim da GDAEM. Simplesmente tem gente que ia ter que tirar filho da escola particular, não conseguir pagar o supermercado, botar gasolina no carro, etc.
    As pessoas tão começando a olhar além do ódio cego. Tão vendo que votar no Bozo é assinar atestado de óbito de si mesmo. E, pena pra vocês que continuam no ódio, o voto é secreto e diante da urna, neguinho vai pensar na própria sobrevivência.


  15. Nilza Santos diz:

    Todas as pautas desse candidato são uma mistura de mal com atraso. Ele quer empurrar o Brasil profundo do fosso, transformando décadas de lutas de ambientalistas e de entidades, das universidades, de empresas conscientes e até da grande mídia em favor do meio ambiente, em cinzas.


  16. Cesar diz:

    Somente a mais retrógradas das mentes poderia cogitar essas atrocidades contra o meio ambiente, felizmente conheço pessoas que votaram no Bolsonaro no 1 turno e que não sabiam dessa pauta do seu programa e que agora não apóiam mais o candidato.