Vídeos

Debate no stand ((o))eco: Proteção da Biodiversidade Marinha

Ana Paula Leite Prates do Ministério do Meio Ambiente e Leandra Gonçalves do SOS Mata Atlântica discutem perigos e desafios para ambientes costeiros e marítimos.

Redação ((o))eco ·
25 de setembro de 2012 · 10 anos atrás

Os ambientes costeiros e marinhos são os mais ameaçados do planeta. A grande lacuna no Brasil é a preservação marinha em que apenas 1,57% está em áreas protegidas.

Em entrevista no stand de ((o))eco, durante o VII Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação (CBUC), em Natal, Ana Paula Leite Prates do Ministério do Meio Ambiente e Leandra Gonçalves do SOS Mata Atlântica discutem perigos e desafios para ambientes costeiros e marítimos.

Veja a 1a parte do debate:

Veja a 2a parte do debate:

A ocupação costeira desordenada, empreendimentos e crescimento das cidades nas áreas de manguezais que servem de berçários da vida marinha, poluição e falta de saneamento, são os grandes perigos que enfrentam estes ambientes.

Cerca de 80% dos recursos pesqueiros no Brasil são considerados sobreexplotados, ameaçados ou, até mesmo, ameaçados de extinção.

“É assustador mas não é só no Brasil. No mundo, 76% dos recursos pesqueiros estão nesse tipo de ameaça. O setor pesqueiro mundial está em crise e o Brasil não está diferente. Os estoques pesqueiros estão longe de serem inesgotáveis”, afirmou Leandra Gonçalves da SOS Mata Atlântica.

Nesta semana, ((o))eco acompanha o VII CBUC para discutir os rumos e desafios da conservação e o papel que desempenham no desenvolvimento econômico e social.

Leia também

Notícias
1 de julho de 2022

Em vitória histórica, STF reconhece proteção do clima como dever constitucional

Com placar de 10 a 1, Supremo reconhece omissão deliberada do governo federal na gestão do Fundo do Clima e determina o restabelecimento do mecanismo

Reportagens
1 de julho de 2022

Conferência dos Oceanos traz saldo de acordos, investimentos e novas promessas

Evento organizado pelas Nações Unidas reuniu líderes globais ao longo de cinco dias e contabilizou um total de 10 bilhões de euros acordados para investimentos na economia azul

Reportagens
1 de julho de 2022

Projeto “Trilhas de Criança” reúne famílias para dia na natureza em Santa Catarina

Atividade ocorre uma vez por mês em Florianópolis, com inscrição gratuita. Evento busca possibilitar experiências afetivas no meio ambiente

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta