Análises

As mulheres chegam ao topo

A Copa do Mundo acabou. As vuvuzelas silenciaram. Outros esportes voltam a figurar nos jornais sul-africanos. A primeira mulher africana acaba de atingir o topo do Everest.

Pedro da Cunha e Menezes ·
16 de julho de 2010 · 14 anos atrás

A Copa do Mundo acabou. As vuvuzelas silenciaram. A febre futebolística começa a arrefecer. Outros esportes voltam a figurar nos jornais sul-africanos. Rugbi e críquete, que atraem multidões, já ocupam páginas inteiras. Montanhismo e surfe, também,  populares por aqui, principiam a recuperar seus cantinhos nos cadernos esportivos.

Se no futebol os Bafana Bafana não sá lá essas coisas, isso não quer dizer que o país não seja uma potência desportiva. Apesar de ter ficado anos e anos banida dos Jogos Olímpicos a África do Sul, ainda assim, tem mais medalhas do que o Brasil. No Rugbi, no Críquete e no Surfe que não são modalidades olímpicas eles já foram campeões mundiais e estão sempre na ponta.
Também é assim no montanhismo que, embora não seja competitivo, é esporte (e dos melhores!). Pois é, nesse quesito a Àfrica do Sul acaba de marcar um golaço: Ao topar o Monte Everest Amanda Ramsdem, de quarenta anos, acaba de se tornar a primeira mulher africana a conquistar os pontos culminantes de todos os sete continentes.
Não é pouco. Além de já não ser nenhuma menina, Amanda é mãe de quatro filhos! Dá canseira em muito marmanjo.

Leia também

Salada Verde
23 de fevereiro de 2024

Justiça Federal impõe mais de R$ 316 milhões em indenizações por desmatamento ilegal

Infrações ambientais foram identificadas pelo MPF por meio do Amazônia Protege, projeto que utiliza monitoramento por satélite para responsabilizar os atores dos desmatamentos ilegais

Notícias
23 de fevereiro de 2024

MPF no Acre arquiva denúncia da CPI das ONGs contra servidores do ICMBio

Servidores do órgão foram acusados de abusos contra moradores da Reserva Extrativista Chico Mendes, no Acre; para procurador, acusações são “genéricas e sem fato concreto”

Notícias
23 de fevereiro de 2024

Antas “avisam” pesquisadores sobre contaminação humana por agrotóxicos no MS

Além de agrotóxicos como glifosato, moradores do sudeste do estado também apresentaram altos índices de metais no corpo. Antas atuaram como sentinelas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.