Notícias

Passe-livre para os felinos

Reservas ambientais não são mais suficientes para impedir a extinção de grandes espécies, principalmente quando se trata de predadores. A população de leões na África, por exemplo, diminuiu drasticamente na última década porque os animais estão encurralados: ou eles sobrevivem dentro dos limites de parques nacionais – o que vai contra a natureza da espécie – ou se arriscam em campos vigiados por fazendeiros armados. Para tentar encontrar uma solução que satisfaça tanto os homens quanto os bichos, grupos de conservação em diferentes países estão criando corredores de mata que ligam reservas ambientais. Essa iniciativa, que já foi adotada no Brasil há alguns anos, agora está sendo aplicada na África e na Índia. Os fazendeiros são incentivados a ganhar dinheiro com turismo ao permitir que grandes felinos cruzem suas propriedades. Os visitantes selvagens geram mais lucros do que prejuízos. A revista americana Time, edição de 23 de agosto, traz matéria de capa sobre o tema. O acesso à versão online é pago.

Lorenzo Aldé ·
25 de agosto de 2004 · 20 anos atrás
  • Lorenzo Aldé

    Jornalista, escritor, editor e educador, atua especialmente no terceiro setor, nas áreas de educação, comunicação, arte e cultura.

Leia também

Análises
29 de fevereiro de 2024

Quanto de sapiens e quanto de grilo?

Cadê o Grilo Falante da conservação do patrimônio natural, a voz da consciência dos tomadores de decisões das esferas pública, privada, não governamental e da comunicação?

Notícias
28 de fevereiro de 2024

PL pede desfiliação de Darci Alves, condenado pelo assassinato de Chico Mendes

Sigla já havia reivindicado destituição de Darci Alves do cargo de presidente do partido em Medicilândia (PA), após repercussão de reportagem de ((o))eco

Reportagens
28 de fevereiro de 2024

A trajetória de um montanhista que decidiu lutar pela conservação

Ex-diretor de Biodiversidade e Áreas Protegidas do INEA-RJ, André Ilha fala sobre visitação de UCs, política ambiental e como um esporte o despertou para o ativismo ambiental

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.