Notícias

“A Atividade Madeireira na amazônia brasileira: produção, receita e mercados”

CLIQUE AQUI PARA FAZER DOWNLOAD O Governo Federal e o Serviço Florestal Brasileiro em parceria com o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) lançaram neste ano o livro entitulado: “A atividade Madeireira na Amazônia brasileira: produção, receita e mercados”. A publicação tem por objetivo avaliar o atual cenário madeireiro da região amazônica de modo a subsidiar a formulação e implementação de políticas públicas capazes de estabelecer uma economia de base florestal sustentável e duradoura para a Amazônia Legal. Juntamente com a publicação anterior do Imazon, “A expansão madeireira na Amazônia”, formam a série mais completa de estudos sobre esta atividade econômica no Brasil. O livro abrange os aspectos de produção, geração de renda e empregos do setor madeireiro, as zonas de produção madeireira da amazônia, uso de resíduos de madeira, a participação da madeira nativa amazônica em exportações e seu fluxo no mercado interno. Portanto, essa iniciativa traz um relatório síntese da evolução da produção de madeira processada em termos de volume de toras, do número de madeireiras ativas no setor madeireiro e da economia gerada por essa atividade econômica dentro da Amazônia Legal.

Redação ((o))eco ·
10 de junho de 2010 · 14 anos atrás

Leia também

Análises
13 de junho de 2024

Crises ambientais, governança democrática e direitos: quantos alertas ainda serão necessários?

Que os 365 dias de cada ano sejam oportunidades de ações e condutas com responsabilidade para com a integridade ambiental e justiça social planetária

Notícias
13 de junho de 2024

Evento pré-COP termina sem acordo sobre principal tema a ser discutido em Baku

Conferência de Bonn repete a disputa histórica entre países ricos e pobres sobre financiamento climático e provoca efeito dominó nas outras decisões da pauta

Notícias
13 de junho de 2024

Corte de árvores em obra da nova sede da Secretaria de Meio Ambiente de Manaus gera polêmica

Denúncias apontam descumprimento de uma recomendação do Ministério Público do Amazonas. Órgão cortará 132 árvores. Prefeitura minimiza impactos

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.