Notícias

Conheça o deserto e os oásis do Jalapão

Conheça o Parque Estadual do Jalapão, o maior do Tocantins e dono de rios exuberantes em meio à sua aridez. Conte a sua história para nosso blog.

Redação ((o))eco ·
15 de abril de 2011 · 13 anos atrás

Para enviar fotos e relatos de suas viagens, mande um email para [email protected] ou simplesmente utilize o twitter com o hashtag #meu passeio.

Foto de Alice Watson e Texto de Felipe Lobo

Criado em 2001, o Parque Estadual do Jalapão é o maior de Tocantins, com seus 150 mil hectares caracterizados pela aridez e entremeados por rios, riachos e ribeirões. Dona de vegetação que varia de cerrado baixo à campina, a unidade de conservação apresenta paisagens para todos os gastos, tal lagoas, chapadões de até 800 metros de altura e dunas de areias imponentes. Estas últimas, aliás, estão entre os programas preferidos de Alice Watson, jornalista, moradora de Brasília e que visitou a região em 2009. Segundo ela, os fervedouros (poço de água transparente, nascente de um rio subterrâneo, que impede qualquer banhista de afundar) e o rafting no rio Novo são pedidas indispensáveis para os visitantes. Confira, abaixo, uma galeria com belas fotos dessa viagem!

E você, já visitou algum Parque? Mande o seu relato recheado de fotos e você pode ser o próximo a ser publicado em O Eco.

Saiba Mais:

O asfalto está chegando no Jalapão

Links externos:

Governo de Tocantins
Brasil Viagem

Leia também

Salada Verde
21 de fevereiro de 2024

Exposição de fotografias do Pantanal arrecada recursos para as Brigadas Pantaneiras

A mostra “Água Pantanal Fogo” reúne 80 imagens de Lalo de Almeida e Luciano Candisani . Seis das obras vão à venda para arrecadação de fundos

Reportagens
21 de fevereiro de 2024

Sem a Fundação Zoobotânica, RS completa 10 anos sem divulgar lista de espécies ameaçadas

Sob críticas de ambientalistas e sem interessados, governo do estado insiste na concessão privada das instituições que eram coordenadas pela FZB

Notícias
21 de fevereiro de 2024

MS: lei do Pantanal entra em cena com seca histórica do Rio Paraguai

Normativa restringe atividades produtivas e protege formações naturais buscando associar desenvolvimento e conservação

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.