Notícias

Adidas lança programa Pegada Sustentável, em São Paulo

Calçados usados serão transformados em fonte energética com o Pegada Sustentável, programa da Adidas lançado em 18 pontos da capital.

25 de janeiro de 2012 · 10 anos atrás
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
A Adidas, indústria de artigos esportivos, lançou ontem, (24/01/2012), o programa voluntário Pegada Sustentável. A ideia do programa, segundo a empresa, pioneiro no Brasil, é minimizar os impactos ambientais a partir do descarte consciente e da reciclagem de calçados esportivos usados. Os calçados doados serão desmontados e os resíduos provenientes deles irão se transformar em combustível para alimentar fornos de cimento – o processo seguirá as normas da legislação ambiental brasileira.

Inicialmente, o descarte será realizado nas 7 lojas e 11 outlets da Adidas na Grande São Paulo, mas deve ser ampliado até o restante do país a partir de março. Para participar, basta levar seu calçado usado – de qualquer marca – até uma das lojas incluídas no programa e assinar um termo de doação do calçado para fins de reciclagem. Os que doarem seus calçados ganharão um brinde da Adidas. O Pegada Sustentável é apenas o começo, diz Fernando Basualdo, diretor-geral da Adidas no Brasil: “Não vamos parar por aí, estamos desenvolvendo um programa mais abrangente visando a Copa 2014.”

Leia também

Salada Verde
21 de outubro de 2021

Polícia Civil do Maranhão prende um dos homens que matou onça preta e se gabou nas redes sociais

Corpo do animal abatido foi filmado por três homens, que comemoraram o feito. O homem preso também será multado pelo Ibama.

Reportagens
21 de outubro de 2021

COP26 – Brasil tentou minimizar impacto das emissões da pecuária em relatório do IPCC

País também defendeu que aumento do desmatamento não é resultado da política atual brasileira. Outros países fizeram lobby para mudar relatório climático.

Reportagens
21 de outubro de 2021

Estudo aponta diretrizes para barrar a degradação acelerada de campos e savanas

As chamadas grasslands estão ameaçadas em todo o planeta, alerta um grupo internacional de pesquisadores. Solução envolve restauração e busca de alternativas de exploração econômica sustentáveis

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta