Notícias

O precioso mico-leão dourado

Em um mundo em que lutamos pela preservação da biodiversidade, seus pelos dourados são mais preciosos do que o ouro. Foto: Jeroen Kransen

Duda Menegassi ·
6 de julho de 2012 · 10 anos atrás

O homenageado desta semana no ((o))eco é o mico-leão dourado (Leontopithecus rosalia). A espécie é endêmica da Mata Atlântica e hoje se encontra em perigo de extinção. A principal razão é a destruição do seu habitat. Mas por ser desejado, o tráfico ilegal de animais também ameaça a sobrevivência da espécie.

Por outro lado, o mico-leão dourado recebe intensos esforços pela sua preservação, voltados tanto para aumentar a população selvagem, quanto manter uma população segura em cativeiros.

Eles pesam cerca de 600 gramas e medem 60 cm, da cabeça até o final da cauda. Alimentam-se principalmente de frutos, insetos e pequenos vertebrados. Vivem em família, em grupos de, em média, 6 indivíduos. Sua reprodução costuma gerar dois filhotes, num período de gestação de 120 dias.

Os micos-leões dourados, com sua pelagem reluzente, fazem jus ao nome: gostam da companhia do sol, pois têm hábitos diurnos. Em um mundo em que lutamos pela preservação da biodiversidade, seus pelos dourados são mais preciosos do que o ouro. Foto: Jeroen Kransen

 


Leia também…

Aumentando a casa do mico-leão dourado
A serviço público, por conta própria
Deu mico

 

 

 

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação, montanhismo e divulgação científica. Escreve para ((o))eco des...

Leia também

Reportagens
19 de maio de 2022

Pesquisa questiona ocorrência de Mata Atlântica no Piauí

O estudo caracterizou flora e vegetação de florestas estacionais em municípios na área de abrangência da Lei da Mata Atlântica no Piauí e concluiu que não há espécies botânicas exclusivas do Bioma

Notícias
19 de maio de 2022

Em meio à ameaça da mineração, projeto prevê criação de parque na Serra do Curral

O projeto de lei nº 1.125/22 foi apresentado às comissões da Câmara dos Deputados nesta terça-feira (17) pelo deputado Reginaldo Lopes (PT-MG) para garantir a proteção da serra mineira

Reportagens
18 de maio de 2022

Ocupação indígena no Parque Estadual Cunhambebe quer retomar posse do território

Indígenas estão acampados desde quinta (12) ao lado da sede do parque fluminense, em mobilização pela retomada do seu território ancestral

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Salvador Sá diz:

    Parabens ao Duda pela materia, me permite concluir que estamos diante de uma nova e muito grave ameaça ao q sobrou, grave pq faz uso de uma causa nobre, mas cheia de equivocos e que está enganando muita gente e não só os próprios índios. A materia fura o cerco de silencio feito pelo ambientalismo seletivo e chapa branca midiatico.