Notícias

Gato-mourisco é atropelado e morre na Rodovia das Cataratas

Veículo estava em alta velocidade e não foi identificado. Animal morreu na hora e foi levado para o centro de pesquisas no Parque do Iguaçu

Daniele Bragança ·
30 de abril de 2013 · 9 anos atrás
Acima, o biólogo Alexandre Vogliotti, do Projeto Carnívoro do Iguaçu e uma mulher, que se identificou como veterinária, examinam o gato-mourisco. Foto: Adilson Borges/ICMBio.

Um gato-mourisco adulto foi encontrado morto na Rodovia das Cataratas, em Foz do Iguaçu. O animal foi atropelado por um veículo em alta velocidade, que não foi identificado. Segundo descrição de testemunhas, o motorista estava ultrapassando pela terceira faixa da rodovia quando bateu no animal, que morreu na hora.

O gato foi encaminhado ao Parque Nacional do Iguaçu, onde também funciona o projeto Carnívoros do Iguaçu. Os técnicos coletaram amostras para compor o banco de dados do projeto. O encaminhamento do bicho para o projeto aconteceu porque um dos técnicos estava passando pela estrada quando viu a equipe da Polícia Ambiental parada e resolveu ajudar. O animal já estava morto. O Carnívoros só monitora animais que estão dentro dos limites do Parque Nacional do Iguaçu.

De acordo com os técnicos, o gato-mourisco (Puma yagouaroundi) atropelado é um macho adulto, que pesava 6,3 kg. De hábitos diurnos, o Puma yagouaroundi está ameaçado de extinção.

O projeto Carnívoros do Iguaçu é um projeto institucional do Parque em parceria com o Centro Nacional de Pesquisa para Conservação dos Predadores Naturais – CENAP/ICMBio, que visa o estudo da onça-pintada (Panthera onca) no Parque Nacional do Iguaçu.

Foto: Adilson Borges/ICMBio.

 

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Reportagens
18 de janeiro de 2022

Uma oportunidade de recomeço para a Mata Atlântica

O bioma mais destruído do Brasil ganha uma nova chance com o avanço da agenda de restauração no país, mas ainda sofre com gargalos como a falta de sistematização de dados e de governança

Notícias
17 de janeiro de 2022

Após por pessoas em risco, justiça proíbe “coach” de fazer atividades na natureza

A decisão judicial determina que Pablo Marçal, que protagonizou episódio de resgate no pico do Marins, não poderá fazer qualquer atividade na natureza sem autorização prévia

Notícias
17 de janeiro de 2022

Livro celebra cem anos da descrição da jararaca-ilhoa com alerta sobre conservação da serpente endêmica

Escrita em linguagem acessível para o público em geral, a publicação celebra os cem anos da descrição da jararaca-ilhoa, feita por por Afrânio do Amaral (1894-1982), à época diretor do Instituto Butantan

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta