Notícias

Urbanização ameaça áreas de Mata Atlântica do Rio de Janeiro

Mudanças acontecem principalmente na Zona Oeste, onde estão concentradas as principais áreas remanescentes de Mata Atlântica da cidade

Daniel Santini ·
16 de maio de 2013 · 8 anos atrás

Com base em imagens de satélite, é possível constatar a urbanização acelerada da Zona Oeste do Rio de Janeiro nas três últimas décadas. A região que mais tem sofrido alterações é justamente onde estão concentradas as principais áreas remanescentes de Mata Atlântica da cidade, conforme mapa detalhado da cobertura vegetal apresentado em 2011 pela Prefeitura do Rio de Janeiro (clique para baixar uma cópia do documento em PDF). Há hoje apenas 9 bairros com mais de 50% de cobertura de Mata Atlântica, dos quais 7 estão na Zona Oeste.

No mapa abaixo, disponibilizado pelo Google Earth Engine, as alterações que a cidade sofreu de 1984 a 2012 ficam visíveis. Enquanto na Zona Sul, já saturada, poucas mudanças acontecem, em bairros como Jacarepaguá dá para ver as áreas verdes sendo substituídas por aslfato e construções (clique no campo de busca para ver alterações no período em outras regiões do planeta).

O mapa de cobertura vegetal da cidade também pode ser acessado pelo sistema Sigfloresta (é necessário instalar o programa Silverlight para ver), que traz informações detalhadas sobre o tipo de vegetação e as áreas em que se concentram as principais reservas. As informações são de 2010 e 2011, mas o mapa encontra-se relativamente atualizado. As imagens de satélite, porém, indicam que são necessárias políticas públicas específicas para regular e conter o avanço da urbanização sobre áreas de vegetação natural remanescentes.

Fontes de dados e referências desta reportagem:

Informações sobre a localização das áreas remanescentes de Mata Atlântica estão disponíveis na página da Secretaria Municipal de Meio Ambiente do Rio de Janeiro. Um mapa em PDF com a cobertura vegetal detalhada da cidade pode ser acessado neste link. As imagens de satélite do Google Earth Engine também estão disponíveis para outras regiões do planeta. A ferramenta ajuda a visualizar impactos de mudanças climáticas e alterações ambientais. Mais informações em inglês aqui.

 

 

 

 

  • Daniel Santini

    Responsável pela plataforma ((o)) eco Data. Especialista em jornalismo internacional, foi um dos organizadores da expedição c...

Leia também

Notícias
20 de outubro de 2021

Desmatamento na Amazônia já chega a quase 9 mil km² em 2021, mostra Imazon

Somente em setembro foram destruídos 1.224 km² de floresta, área equivalente a mais de 4 mil campos de futebol por dia. Números sãos os maiores em 10 anos

Salada Verde
20 de outubro de 2021

Em comemoração de seus 10 anos, Onçafari lança concurso de fotografia

Fotógrafos profissionais e amadores podem se inscrever até o dia 14 de novembro. Vencedores terão a oportunidade de fotografar a fauna e flora existentes na sede da Onçafari, no Pantanal

Notícias
20 de outubro de 2021

INPE não tem recursos garantidos para pagamento de água e luz até final do ano

Destinação de R$ 5 milhões pela AEB deu um respiro ao Instituto, mas órgão ainda aguarda verba de outras fontes para honrar despesas de funcionamento até dezembro

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta