Notícias

Copa das áreas protegidas: Bélgica

Os "Diabos Vermelhos" começaram como os favoritos de seu grupo, mas acabaram derrotados. Na Copa da conservação, o país busca uma trajetória que não acabe na eliminação.

Rafael Ferreira ·
9 de julho de 2014 · 9 anos atrás

Após ficar de fora das últimas duas edições da Copa do Mundo, a Bélgica certamente chegou para a disputa de 2014 com vontade de vencer. Os “Diabos Vermelhos” – apelido nada carinhoso dado pelos holandeses, seus históricos adversários – seguiram invictos nas Eliminatórias, com oito vitórias e dois empates em dez jogos. Cabeça de chave e favoritos do grupo, venceram todos os seus adversários e avaçaram até as quartas-de-final.

Em sua décima segunda participação em Copas, a Bélgica parecia ter a chance de superar o quarto lugar de 1986, melhor colocação atingida pelo país. Infelizmente, em um jogo equilibrado contra a Argentina, acabaram derrotados por 1 a 0 a favor da Albiceleste.

No campo da conservação, a Bélgica tem se equipado para não ser eliminada da disputa. O país conta com 3.865 áreas protegidas, o equivalente a 14% do território do país e a coloca 3% acima da média mundial no quesito áreas conservadas em relação ao território.

A proteção de áreas naturais é realizada através de vários instrumentos legislativos. O Estado belga é formado por 3 grandes regiões (Bruxelas, Flandres e Valónia) e cada uma delas tem a competência legal para definir seus próprios sistemas e categorias de proteção. O governo federal é competente para a gestão das políticas externas em relação à biodiversidade. As principais categorias de unidades de conservação belgas eram as reservas naturais publicas e privadas, parques naturais e reservas florestais.

A coerência da política ambiental internacional e as políticas e leis nacionais é atingida através de um Comitê composto por representantes do governo federal, das regiões e das comunidades. Afim de cumprir metas de biodiversidade assumidas no plano internacional, houve a recente criação de áreas marinhas protegidas, que pretendem cobrir 7% da superfície do Mar do Norte belga, bem como projetos para o desenvolvimento de novas áreas de proteção nas 3 regiões.

O Parque Nacional Hoge Kempen (Nationaal Park Hoge Kempen) é o primeiro parque nacional do país, localizado na região da Flandres, na Bélgica. Inaugurado em março de 2006, ele cobre 5700 hectares. A área é composta de charnecas e florestas de pinheiros, que abrigam muitas espécies de aves, como o maçarico, a cotovia-pequena e o bacurau. Em maio de 2011, o Parque foi colocado em lista indicativa da UNESCO para a consideração como Patrimônio Mundial.

O parque natural mais antigo da Bélgica é o Parque Natural Alemão-Belga Hautes Fagnes-Eifel (Parc Naturel Hautes Fagnes–Eifel). Este parque, criado em 1978, é resultado da união do Parque Natural Eifel Norte, na Alemanha, e da Reserva Natural Hautes Fagnes, na Bélgica. A parte belga, Hautes Fagnes, foi designada reserva natural em 1957 e não é apenasa área protegida mais antiga, como também a mais extensa, com 4.500 hectares. A área é coberta de pântanos com mais de 10.000 anos de idade, com uma flora e fauna subalpinas únicas.

Veja abaixo algumas das figurinhas carimbadas das unidades de conservação da Bélgica.

Parque Nacional Hoge Kempen
Parque Nacional Hoge Kempen

Se você quiser torcer para o Brasil neste campeonato de áreas protegidas, acesse o WikiParques e conheça mais sobre as unidades de conservação de nosso país. O WikiParques é um site interativo dedicado aos cidadãos que querem compartilhar seus conhecimentos, explorar e debater sobre nossos Parques Nacionais e áreas protegidas. Colabore para proteger.

 

Leia também
Copa das áreas protegidas: França
Copa do Mundo das áreas protegidas: Equador
Copa do Mundo das áreas protegidas: Japão
Copa do Mundo das áreas protegidas: Holanda
Copa do Mundo das áreas protegidas: Costa do Marfim
Copa do Mundo das áreas protegidas: Estados Unidos
Copa do Mundo das áreas protegidas: Espanha
Copa do Mundo das áreas protegidas: Argentina
Copa do Mundo das áreas protegidas: Alemanha
Copa do Mundo das áreas protegidas: Costa Rica
Copa do Mundo das áreas protegidas: Itália
Copa do Mundo das áreas protegidas: Gana
Copa do Mundo das áreas protegidas: Coréia do Sul
Copa do Mundo das áreas protegidas: Nigéria
Copa do Mundo das áreas protegidas: Inglaterra
Copa do Mundo das áreas protegidas: Camarões
Copa do Mundo das áreas protegidas: Argélia
Copa do Mundo das áreas protegidas: Bósnia e Herzegovina
Copa do Mundo das áreas protegidas: Suíça
Copa do Mundo das áreas protegidas: Colômbia
Copa do Mundo das áreas protegidas: Austrália
Copa do Mundo das áreas protegidas: México
Copa do Mundo das áreas protegidas: Irã
Copa do Mundo das áreas protegidas: Honduras
Copa do Mundo das áreas protegidas: Grécia
Copa do Mundo das áreas protegidas: Chile
Copa do Mundo das áreas protegidas: Croácia
Áreas protegidas do mundo em incríveis fotos 360°

 

Leia também

Notícias
2 de fevereiro de 2023

Começa hoje o 3º Censo Brasileiro de Observadores de Aves

Informações do Censo vão ajudar a traçar panorama atual da atividade no Brasil e a estruturar o setor. Dados serão coletados até meados de maio

Reportagens
2 de fevereiro de 2023

Como norma que beneficia agropecuária ameaça áreas úmidas em Mato Grosso

Para fins agrícolas, resolução permite drenagem de plintossolos háplicos, área úmida que ocorre em 1,5 milhão de hectares do estado. Norma ainda libera atividades de médio nível poluidor

Reportagens
2 de fevereiro de 2023

Um refúgio ameaçado e o destino do Paraíba do Sul em jogo

Governador do Rio sanciona criação de APA sobreposta ao Refúgio de Vida Silvestre do Médio Paraíba e acena para flexibilização da proteção ambiental em um dos maiores rios do estado

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta