Notícias

Eleições 2022 – Candidatos vão receber carta com propostas urgentes para meio ambiente

Documento, desenvolvido pela SOS Mata Atlântica, lista ações que devem ser tomadas pelos próximos governantes e parlamentares para evitar colapso ambiental

Cristiane Prizibisczki ·
15 de julho de 2022

Candidados de todo Brasil devem receber, a partir desta semana, uma carta com propostas urgentes relacionadas à conservação do meio ambiente e à mitigação das mudanças climáticas. O documento, intitulado “Retomar o Desenvolvimento”, foi produzido pela Fundação SOS Mata Atlântica e tem o objetivo de subsidiar políticos, em suas diferentes esferas de atuação, no próximo mandato.

A carta traz propostas para oito temas: Mudança do Clima, Mata Atlântica, Florestas, Valorização de Parques e Reservas, Gestão e Governança, Água Limpa, Instrumentos Econômicos e Proteção do Mar.

A ideia principal do documento é mostrar aos futuros gestores que o fim do desmatamento, a restauração dos biomas brasileiros e o controle das emissões nacionais são estratégicos para o cumprimento da meta do Acordo de Paris.

“Para que os eventos climáticos extremos que temos acompanhado não ocorram com mais intensidade e impactos, é fundamental limitarmos o aquecimento global até 2030, substituindo o atual modelo de queima de combustíveis fósseis por energias limpas e renováveis. São apenas oito anos até esse ponto de inflexão”, diz nota da SOS sobre a carta.

Segundo a diretora de políticas públicas da SOS Mata Atlântica, Malu Ribeiro, os compromissos apresentados no documento podem ser plenamente atendidos até 2030 e precisam constar dos programas de Governo dos futuros mandatários.

“Tudo o que destacamos na carta é absolutamente viável, mas é preciso que seja executado por parcerias qualificadas entre governos, sociedade civil, setor privado e academia, sempre com transparência e participação”, diz a diretora.

A carta será apresentada ao longo dos próximos meses a candidatos à presidência da República, ao Congresso Nacional, aos governos estaduais e às assembleias legislativas.


Em maio passado, os candidatos à presidência já receberam um documento de 73 organizações da sociedade civil com as principais medidas que o próximo ocupante do Palácio do Planalto poderá adotar para reverter a atual situação de desmonte da política ambiental do país.

  • Cristiane Prizibisczki

    Cristiane Prizibisczki é Alumni do Wolfson College – Universidade de Cambridge (Reino Unido), onde participou do Press Fellow...

Leia também

Salada Verde
23 de junho de 2022

Tchau, querido? Noruega se diz pronta para retomar Fundo Amazônia com saída de Bolsonaro

País europeu é o maior doador do Fundo Amazônia, paralisado em 2019 depois de mudanças promovidas em sua gestão pelo então ministro Ricardo Salles

Notícias
20 de maio de 2022

Presidenciáveis recebem plano para reverter boiadas ambientais de Bolsonaro

Estratégia ‘Brasil 2045’ propõe medidas para reconstruir política ambiental brasileira e fazer país retomar posição de liderança global em meio ambiente

Salada Verde
27 de abril de 2022

Pré-candidato do Novo à presidência é a favor do marco temporal

Luiz Felipe D'Avila disse, em sabatina ao UOL, que defende que Terras Indígenas só possam ser demarcadas para povos que estavam no território na data da promulgação da Constituição

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Silvia diz:

    Nossos animais silvestres estão sendo desimadis com a caça…nossa floresta derrubada com desmatamento e grilagem… nossa polícia ambiental desmotivada, falida com pouco continente e até sem gasolina para ocorrências… muita corrupção…onde nossa terra tão linda e abençoada… vai parar…