Reportagens

Austrália cede à pressão

Compromissos de reduzir emissões na Austrália excluem agricultura. Ruralistas da oposição agora prometem aprovar projeto no Senado.

Redação ((o))eco ·
16 de novembro de 2009 · 12 anos atrás

Para fazer com que o projeto de lei envolvendo comércio de carbono passe pelo congresso australiano, o governo concordou com a oposição e retirou as emissões provenientes da agricultura do seu plano. Os oposicionistas, maioria no congresso, atrasavam o trâmite do projeto, o que ameaçava o posicionamento da Austrália durante a Conferência do Clima, em Copenhague que agora, sem a agricultura, ficará ainda mais fraco. O plano nacional é cortar emissões em 5% até 2020 com base no ano de 2000, ou no máximo até 25% se um acordo internacional ousado for alcançado. Ainda assim, a oposição não está totalmente satisfeita. Especula-se que haja conservadores que duvidem da responsabilidade humana sobre o agravamento das mudanças climáticas. A Austrália é o maior exportador mundial de carvão e é responsável por cerca de 1.5% de toda emissão de gases de efeito estufa do planeta.

Leia também

Salada Verde
21 de outubro de 2021

Polícia Civil do Maranhão prende um dos homens que matou onça preta e se gabou nas redes sociais

Corpo do animal abatido foi filmado por três homens, que comemoraram o feito. O homem preso também será multado pelo Ibama.

Reportagens
21 de outubro de 2021

COP26 – Brasil tentou minimizar impacto das emissões da pecuária em relatório do IPCC

País também defendeu que aumento do desmatamento não é resultado da política atual brasileira. Outros países fizeram lobby para mudar relatório climático.

Reportagens
21 de outubro de 2021

Estudo aponta diretrizes para barrar a degradação acelerada de campos e savanas

As chamadas grasslands estão ameaçadas em todo o planeta, alerta um grupo internacional de pesquisadores. Solução envolve restauração e busca de alternativas de exploração econômica sustentáveis

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta