Reportagens

Público envia relatos de queimadas

Leitores de ((o))eco registram em fotos o drama das queimadas em Brasília e dentro de parque nacional no Maranhão.

Redação ((o))eco ·
8 de setembro de 2010 · 14 anos atrás

Nesta quarta-feira, o governo federal decretou estado de emergência em 14 estados e no Distrito Federal em função do grande número de focos de calor. Estão na lista os estados do Amapá, Amazonas, Ceará, Maranhão, de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Roraima, do Pará, Piauí, Tocantins, da Bahia e de Goiás e Minas Gerais. Com o decreto, os estados podem contratar brigadistas para combater o fogo sem necessidade de licitação. A portaria com a lista foi publicada na segunda-feira (6) no Diário Oficial da União.

Recebemos em ((o))eco fotos de leitores atentos ao drama das queimadas no Brasil. Os relatos também foram enviados ao mapa coletivo Chega de Queimadas, que permite pessoas de todo Brasil informarem sobre incidentes com fogo e fumaça. João Morita, em Carolina, Maranhão, registrou a área queimada dentro do Parque Nacional Chapada das Mesas na terceira semana do mês de agosto.

Na primeira foto, uma perdiz no meio da área queimada,
 

Leia também

Notícias
22 de julho de 2024

Paul Watson, fundador do Greenpeace e protetor de baleias, é preso na Groenlândia

Ambientalista foi detido por agentes da polícia federal da Dinamarca, em cumprimento a mandado de prisão do Japão; ele partia da Irlanda para confrontar navio baleeiro japonês

Salada Verde
22 de julho de 2024

Encontro de alto nível sobre ação climática reúne ministros e líderes de 30 nações

8ª Conferência Ministerial sobre Ação Climática (MoCA), realizada este ano na China, tem objetivo de destravar discussões que ficaram emperradas em Bonn

Notícias
22 de julho de 2024

Ministério Público investiga esquema de propina em órgão ambiental da Bahia

Servidores, ex-funcionários e outros investigados teriam recebido até R$ 16,5 milhões de fazendeiros para facilitar concessão de licenças ambientais

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.