Reportagens

Público envia relatos de queimadas

Leitores de ((o))eco registram em fotos o drama das queimadas em Brasília e dentro de parque nacional no Maranhão.

Redação ((o))eco ·
8 de setembro de 2010 · 11 anos atrás

Nesta quarta-feira, o governo federal decretou estado de emergência em 14 estados e no Distrito Federal em função do grande número de focos de calor. Estão na lista os estados do Amapá, Amazonas, Ceará, Maranhão, de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Roraima, do Pará, Piauí, Tocantins, da Bahia e de Goiás e Minas Gerais. Com o decreto, os estados podem contratar brigadistas para combater o fogo sem necessidade de licitação. A portaria com a lista foi publicada na segunda-feira (6) no Diário Oficial da União.

Recebemos em ((o))eco fotos de leitores atentos ao drama das queimadas no Brasil. Os relatos também foram enviados ao mapa coletivo Chega de Queimadas, que permite pessoas de todo Brasil informarem sobre incidentes com fogo e fumaça. João Morita, em Carolina, Maranhão, registrou a área queimada dentro do Parque Nacional Chapada das Mesas na terceira semana do mês de agosto.

Na primeira foto, uma perdiz no meio da área queimada,
 

Leia também

Notícias
26 de novembro de 2021

Informação obtida via LAI revela que MCTI recebeu dados do desmatamento em 1º de novembro

Ministro Marcos Pontes disse que dados não foram publicados antes da Conferência do Clima porque ele estava de férias. Agenda oficial registra férias entre 8 e 19 de novembro

Notícias
26 de novembro de 2021

Jornalismo digital brasileiro se une em campanha de financiamento

Ação reúne 26 organizações com objetivo de arrecadar doações para fortalecimento do jornalismo digital de qualidade

Reportagens
26 de novembro de 2021

MPF pede anulação da Licença de Instalação do Linhão Tucuruí na terra Waimiri Atroari

Ação aponta que União e a Transnorte agem ilegalmente no licenciamento da obra. Autossuficientes em energia elétrica, os Waimiri Atroari são contra o empreendimento e sentem “a floresta sangrar”

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta