Reportagens

Ativistas pedem ação contra as mudanças do clima

Marcha realizada durante a COP 17, em Durben, cobra líderes postura ativa para negociar um segundo período de compromissos no Protocolo de Quioto.

Flávia Moraes ·
5 de dezembro de 2011 · 11 anos atrás

 

 

Em clima pacífico, representantes de vários países realizaram neste sábado protestos na cidade onde ocorre a 17ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas. A Marcha do Clima em Durban, em comemoração ao Global Action Day, pediu ação dos líderes políticos contra o aquecimento global. Esta semana começa a rodada decisiva para decidir sobre novas metas para a redução de gases de efeito estufa.

Policiais armados e camburões marcaram presença, mas eles não tiveram trabalho algum. Cantando e dançando, os protestantes só queriam mostrar o seu descontentamento sobre a demora das negociações para uma segunda fase do Protocolo de Quioto.

A caminhada começou no Jardim Botânico da cidade e seguiu até o ICC (International Convention Centre), onde alguns representantes discursaram pedindo uma ação efetiva dos países desenvolvidos na COP17.

Manifestação contra o uso de energia nuclear e da forma como alguns projetos de REDD+ desrespeitam os direitos indígenas, questionamentos sobre o futuro do planeta com um aumento de 2 graus celsius na temperatura, dificuldades com a agricultura enfrentadas pelas camponesas sul-africanas também marcaram a Marcha do Clima (veja galeria de fotos).

Nesta semana, ministros de todos os países chegam a Durban para decidir o futuro do Protocolo de Quioto. Eles têm até sexta-feira, 09, para definir se haverá uma segunda fase, quantos anos ela deveria ter, quais países terão metas obrigatórias de redução de gases estufa, além de questões ligadas ao Fundo Verde Clima (fonte de recursos, funcionamento e formação da equipe coordenadora).

LEIA A COBERTURA COMPLETA DA CONFERÊNCIA DA ONU SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS

 

  • Flávia Moraes

    Jornalista, geógrafa e pesquisadora especializada em climatologia.

Leia também

Notícias
4 de julho de 2022

Casal de ambientalistas sofre atentado e tem casa alvejada por tiros

Donos de reservas particulares em Santa Catarina, Elza e Germano Woehl tiveram sua residência alvejada por múltiplos disparos feito por um homem de moto na noite da última terça-feira (28)

Notícias
4 de julho de 2022

Suprema Corte dos EUA põe ação climática em risco

Por 6 votos a 3, magistrados decidem reduzir o poder da Agência de Proteção Ambiental (EPA) de regular as emissões de carbono de centrais de energia

Notícias
1 de julho de 2022

Em vitória histórica, STF reconhece proteção do clima como dever constitucional

Com placar de 10 a 1, Supremo reconhece omissão deliberada do governo federal na gestão do Fundo do Clima e determina o restabelecimento do mecanismo

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta