Reportagens

Otimismo do Brasil na reta final da COP17

Brasil é convidado a ser um dos facilitadores das negociações na COP17. Embaixador diz que tem esperança em bom funcionamento de Fundo Verde e segunda fase de Quioto.

Flávia Moraes ·
7 de dezembro de 2011 · 12 anos atrás

A ministra sul-africana de relações exteriores e presidente da COP17, Maité Nkoana- Mashabane, convidou alguns países para serem os facilitadores das negociações nesta última fase da conferência em Durban, África do Sul. O embaixador Luiz Alberto Figueiredo Machado exalta o fato de o Brasil ser um desses países. “Estamos muito felizes em poder ajudar a nossa presidente nessa tarefa e gostaria de agradecer o convite”, declara em coletiva de imprensa nesta tarde de quarta-feira.

Ele reafirma o seu otimismo e reforça que as negociações estão perto de chegar a um bom resultado com relação aos principais tópicos da reunião: o segundo período do Protocolo de Quioto e clareza sobre o funcionamento do Fundo Verde Clima e do papel de cada país para mitigar as mudanças climáticas.

“Acreditamos que o Fundo deva se tornar funcional e ter suas fontes de verbas definidas. Países da União Europeia afirmaram que irão contribuir tanto para metas em curto-prazo, quanto a longo-prazo, então isso já é uma boa notícia!”, comemora e encerra a coletiva dizendo “o Brasil está muito otimista, com esperança de que os acordos serão feitos e vamos trabalhar muito para tornar essa esperança numa realidade”.

Leia a cobertura completa da COP 17

  • Flávia Moraes

    Jornalista, geógrafa e pesquisadora especializada em climatologia.

Leia também

Salada Verde
15 de abril de 2024

MMA revoga normas de Bolsonaro que dificultavam aplicação de multas ambientais

Mudanças foram publicadas no Diário Oficial nesta segunda-feira (15). Durante gestão anterior, aplicação de multas ambientais na Amazônia caiu 93%

Reportagens
15 de abril de 2024

Área de mangue bem conservado cresce 33% na APA Guapi-Mirim, na Baía de Guanabara

Proteção assegurada por unidades de conservação favoreceu regeneração natural; Atividades do Gaslub (antigo Comperj) ameaçam APA e Esec Guanabara

Reportagens
15 de abril de 2024

Destruição do Cerrado emperra mega corredor da onça-pintada

É inadiável ampliar unidades de conservação e melhor alocar a vegetação legalmente protegida para salvar espécies nativas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.