Salada Verde

Kakapo em recuperação

Programa de manejo efetivo está salvando espécie rara da extinção. Por aqui perdemos a ararinha-azul com excesso de workshops.

Salada Verde ·
24 de novembro de 2009 · 12 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Foto: New Zealand Conservation Department
Foto: New Zealand Conservation Department

Em 1976, a única população conhecida era de 16 aves, todas machos. Mas, no ano seguinte, uma população em rápido declínio, com cerca de 150 indivíduos, foi descoberta em Steward Island. Em 1999, restavam apenas 36 machos e 26 fêmeas.

Um programa de manejo intensivo com translocações, extermínio de predadores, alimentação suplementar e criação de filhotes em cativeiro tem resultado no crescimento gradual da população. Um total de 33 filhotes foi produzido na última temporada reprodutiva e a população mundial de kakapos chegou ao recorde de 124 indivíduos.

Se a ararinha-azul, contemplada até a extinção enquanto se gastava um monte em workshops e pouco em manejo efetivo, fosse um endemismo neozelandês, é provável que a espécie ainda voasse livre em alguma área protegida.

Saiba mais:
Ararinha pode retornar ao Sertão

Leia também

Notícias
8 de dezembro de 2021

Prefeitos definirão a faixa de proteção das matas ciliares nas cidades

Câmara rejeita mudanças vindas do Senado e conclui votação do Projeto de Lei que flexibiliza faixas de áreas de proteção permanente nas áreas urbanas

Reportagens
8 de dezembro de 2021

Governo tenta incluir garimpeiros e pecuaristas na lista de comunidades tradicionais

Proposta foi feita por secretaria ligada ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, pasta comandada por Damares Alves

Reportagens
8 de dezembro de 2021

Ribeirinhos convertem-se ao ouro e desafiam contaminação por mercúrio no rio Madeira

Estimulados pelo alto lucro e desamparados de políticas que fortaleçam um modo de vida tradicional, ribeirinhos são empurrados para o garimpo; juntos, constroem pequenas balsas de até R$ 50 mil para extrair "fagulhas de ouro" do fundo do rio

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta