Salada Verde

Dia do Livro: homenagem aos 50 anos de Primavera Silenciosa

Obra de Rachel Carson que entrou para a história como o livro que fundou o movimento ambientalista moderno já completou meio século.

Redação ((o))eco ·
29 de outubro de 2012 · 9 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
50 anos da publicação de Primavera Silenciosa.

Hoje, 29 de outubro, é Dia Nacional do Livro. A data foi instituída em homenagem à fundação da Biblioteca Nacional. No dia 27 de setembro um dos livros mais importantes do ambientalismo fez 50 anos de existência. Juntamos os dois fatos e resolvemos prestar uma pequena homenagem à “Primavera Silenciosa”, da bióloga americana Rachel Carson.

Publicado em 1962, o livro tem como mérito tirar a questão ambiental do nicho restrito dos cientistas e ampliar a discussão dos cuidados com o uso de produtos químicos e a contaminação ambiental. O estudo alertava para os efeitos nocivos à saúde humana e para o meio ambiente oriundo do uso indiscriminado de agrotóxicos, principalmente o DDT. Virou best-seller.

“Primavera Silenciosa” foi inicialmente publicado como uma série de artigos na revista “The New Yorker”, e depois lançado como livro pela editora Houghton Mifflin.

Carson morreu dois anos depois da publicação da primeira edição, vítima de um câncer. Em 1980, o governo americano concedeu a bióloga, post mortem, a mais alta condecoração concedida a civis: a Presidential Medal of Freedom.

Por causa da autora, teve início um movimento, primeiro nos EUA, depois no mundo todo, contra o uso do agrotóxico DDT, que acabou abolido ou teve seu uso restrito. Em matérias e colunas publicadas aqui em ((o)) Eco, o livro de Rachel Carson é citado como personagem e fonte, caso dessa coluna de Fernando Fernandez sobre o efeito do DDT nos falcões da Ilhas Maurício,  ou de artigo de Marcos Sá Corrêa sobre a lista de alimentos contaminados por agrotóxicos que chegam na mesa do brasileiro.

Leia também

Salada Verde
15 de outubro de 2021

GLO ambiental não será renovada, anuncia Mourão

A operação acabou nesta sexta-feira (15). Atuação de militares não resultou em diminuição do desmatamento na Amazônia, mesmo com efetivo e orçamento maiores que dos órgãos ambientais

Notícias
15 de outubro de 2021

Justiça do México suspendeu revisão da meta climática, apresentada em 2020

Assim como o Brasil, o México revidou a meta para abaixo do estabelecido no Acordo de Paris. Greenpeace questionou na Justiça a nova NDC e ganhou

Reportagens
15 de outubro de 2021

Com acordo político, 1ª parte da Conferência da ONU sobre Biodiversidade chega ao fim na China

Mais de 100 países assinaram Declaração de Kunming, se comprometendo politicamente a preservar a biodiversidade do planeta

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta