Salada Verde

Parques Nacionais ganham recursos para melhorar visitação

De olho na Copa e Olimpíada, 16 parques receberão R$ 10,4 mi para melhorar trilhas e centros de visitantes. Objetivo é aumentar uso público.

Redação ((o))eco ·
28 de novembro de 2013 · 8 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Ministros Izabella Teixeira, do MMA, e Gastão Vieira, do MTur, visitam o Parque Nacional de Brasília. Foto: Martim Garcia/MMA.
Ministros Izabella Teixeira, do MMA, e Gastão Vieira, do MTur, visitam o Parque Nacional de Brasília. Foto: Martim Garcia/MMA.

A visitação em unidades de conservação ganhou um incentivo de peso na tarde desta quinta-feira (28): recursos. O Ministério do Meio Ambiente e o Ministério do Turismo anunciaram um investimento conjunto de R$ 10,4 milhões para a realização de obras de melhorias em 16 parques nacionais no próximo ano. O objetivo é aproveitar a realizações dos grandes eventos esportivos, como a Copa e as Olimpíadas, para promover visitação em áreas protegidas.

A primeira unidade beneficiada pelo investimento será o Parque Nacional de Brasília e foi de lá que os ministros Izabella Teixeira e Gastão Vieira anunciaram a novidade. O Ministério do Meio Ambiente tem como meta abrir todos os 69 parques a visitação até 2020. Atualmente, apenas 18 parques estão equipados para receber o público.

“A preocupação é consolidar as unidades de conservação para manter a biodiversidade, além de estimular a vocação de uso múltiplo para que a sociedade brasileira possa desfrutar”, afirmou Izabella.

Para Gastão Vieira, ministro do Turismo, a medida deve alavancar o ecoturismo no país. “Estamos definindo as oportunidades de atrair investidores que queiram aplicar recursos nos parques e nos preparar para trazer mais conforto para os frequentadores”, explicou.

A visitação do Parque Nacional de Brasília já havia sido antecipada pelos ministros em um artigo assinado pelos dois na Folha de S. Paulo, onde defenderam a visitação em Unidades de Conservação como alternativa de negócios ao turismo.

Confira os 16 parques que receberão recursos adicionais em 2014:

Região Norte
Parque Nacional de Anavilhanas – Amazonas
Região Nordeste
Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses – Maranhão
Parque Nacional de Jericoacoara – Ceará
Parque Nacional de Ubajara – Ceará
Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha – Pernambuco
Parque Nacional da Chapada Diamantina – Bahia

Região Centro-Oeste
Parque Nacional da Brasília – Distrito Federal
Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – Mato Grosso
Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros – Goiás

Região Sudeste
Parque Nacional da Serra do Cipó – Minas Gerais
Parque Nacional da Tijuca – Rio de Janeiro
Parque Nacional da Serra dos Órgãos – Rio de Janeiro
Parque Nacional de Itatiaia – Minas Gerais/Rio de Janeiro

Região Sul
Parque Nacional do Iguaçu – Paraná
Parque Nacional de Aparados da Serra – Rio Grande do Sul/Santa Catarina
Parque Nacional da Serra Geral – Rio Grande do Sul/Santa Catarina

Leia Também
Visitação em UCs triplica em 5 anos, mas segue concentrada
Explorando o uso público em unidade de conservação
Precisamos de mais visitantes nas unidades de conservação

Leia também

Notícias
26 de novembro de 2021

Informação obtida via LAI revela que MCTI recebeu dados do desmatamento em 1º de novembro

Ministro Marcos Pontes disse que dados não foram publicados antes da Conferência do Clima porque ele estava de férias. Agenda oficial registra férias entre 8 e 19 de novembro

Notícias
26 de novembro de 2021

Jornalismo digital brasileiro se une em campanha de financiamento

Ação reúne 26 organizações com objetivo de arrecadar doações para fortalecimento do jornalismo digital de qualidade

Reportagens
26 de novembro de 2021

MPF pede anulação da Licença de Instalação do Linhão Tucuruí na terra Waimiri Atroari

Ação aponta que União e a Transnorte agem ilegalmente no licenciamento da obra. Autossuficientes em energia elétrica, os Waimiri Atroari são contra o empreendimento e sentem “a floresta sangrar”

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta