Salada Verde

INEA promove curso com gestores do Rio de Janeiro

Instituto que administra as áreas protegidas do estado reuniu esta semana 50 profissionais para debater como aprimorar os parques.

Redação ((o))eco ·
26 de março de 2015 · 7 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Ao fundo, Pedro Menezes, um dos palestrantes do dia, fala a gestores de áreas protegidas do estado do Rio de Janeiro. Foto: Marcio Isensee
Ao fundo, Pedro Menezes, um dos palestrantes do dia, fala a gestores de áreas protegidas do estado do Rio de Janeiro. Foto: Marcio Isensee

Entre 24 e 28 de março, o projeto Educação Ambiental em Unidade de Conservação (EdUC) realiza o segundo e último módulo do curso para gestores de áreas protegidas do estado do rio de janeiro, coordenado pelo INEA (Instituto Estadual de Meio Ambiente) e realizado pelo Instituto Moleque Mateiro.

O evento tem parceria com a ONG Conservação Internacional e aborda temáticas relacionadas a uso público, turismo e educação ambiental em UCs.

Palestrante no primeiro dia, Pedro da Cunha e Menezes, presidente da Associação Oeco, que produz o site ((o))eco, apresentou um panorama mundial e nacional do estado e do potencial do ecoturismo em áreas protegidas. Menezes resumiu assim sua palestra: “É importante os gestores terem em mente duas premissas, que a visitação é um direito do cidadão em busca de reconexão com a natureza, e que esta só é danosa se não for manejada”.

Durante os 5 dias do curso, palestrantes dos setores governamentais, empresarias e do 3o setor realizam palestras para quase 50 participantes, complementadas por debates, exibições audiovisuais e uma visita a Área de Proteção Ambiental Guapimirim.

O INEA gere 31 Unidades de Conservação, das quais 16 são de proteção integral e 15 de uso sustentável. No total, elas ocupam 9,2% do território fluminense.

 

 

Leia também
O papel das trilhas de longo curso na gestão de UCs
Parque Estadual da Pedra Branca ganha guia de trilhas

 

 

 

Leia também

Análises
27 de outubro de 2021

Um olhar sobre 36 anos da Mata Atlântica – o que aconteceu entre 1985 e 2020 e para onde vamos

O bioma mais impactado pela presença humana ao longo de toda a história do país permaneceu com intensa transformação do seu território nas últimas 3,5 décadas

Reportagens
27 de outubro de 2021

Lobby do agronegócio reduz transparência ambiental de estados e favorece desmatamento

Governadores cedem a interesses de produtores rurais e bloqueiam ou dificultam acesso a dados públicos que poderiam apontar quem está derrubando a floresta ilegalmente

Reportagens
26 de outubro de 2021

De olho na COP-26, governo lança Programa de Crescimento Verde

Especialistas classificam iniciativa como vazia e retórica. Com desmatamento em alta e falta de políticas de controle, Brasil não terá nada de relevante para levar a Glasgow

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta